Qual é a diferença entre justificação, salvação e santificação?

Graça e fé são o único caminho para a justificação, salvação e santificação. Então, o que eu preciso fazer?

Escrito por Kathryn Albig
Qual é a diferença entre justificação, salvação e santificação?
  • Qual é a diferença entre justificação, salvação e santificação?
  • Justificação, salvação e santificação andam de mãos dadas.

    Justificação, salvação e santificação

    Justificação – perdão, a limpeza de toda a minha culpa e a penalidade merecida pelos pecados cometidos, através da fé em Jesus Cristo, que assumiu a culpa pelos meus pecados e pagou o preço morrendo em meu lugar. (Gálatas 2:16) Isso leva à salvação.

    Salvação – salva da penalidade do pecado cometido, mas – muito mais – salva também da própria raiz do pecado; da escravidão na qual eu estava, no corpo do pecado. (Hebreus 7:19, 25) O Espírito Santo vem habitar em mim e trabalha em mim, levando-me a vencer o pecado antes que ele seja cometido. Eu estou salvo da necessidade de cometer pecado só porque eu tenho pecado – o que leva a …

    Santificação – Este é o resultado da salvação. É a transformação da natureza humana para a natureza divina (2 Pedro 1: 2-4; 1 Pedro 1: 15-16; Mateus 5:48); sendo feito santo. Este é um processo que eu sofro ao longo da minha vida, pois eu, em obediência ao Espírito, me purifico das obras da carne e dou o fruto do Espírito. (Gálatas 5: 16-16)

    Claro que isso é tudo pela graça. Pela graça Deus trabalhou em meu coração, chamando-me ao arrependimento. Pela graça e obediência à fé, como discípulo, sou salvo, feito santo, santificado e purificado, pois Ele, meu Mestre, Salvador e Esposo, é puro.

    Salvação pela fé

    “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” Efésios 2:8-10.

    Eu sou salvo pela graça e fé –esse é o único caminho para a salvação! – mas “… e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição,
    Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação!”
    Hebreus 2:3-4. Em outras palavras, há uma penalidade por ter sido salvo, negligenciando minha salvação e recuando em velhos caminhos. É por isso que preciso “… assim também operai a vossa salvação com temor e tremor;.” Todo o tempo sabendo que é “…. Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer [isso é graça] e o efetuar [esta é a graça juntamente com uma fé ativa! Fé para fazer!]. Filipenses 2:12-13.

    Paulo escreveu a Timóteo: “Tem cuidado de ti mesmo [a verdade sobre mim mesmo, o pecado que habita em mim; preste atenção e esteja desperto para a tentação] e da doutrina [para conhecer as Escrituras, que é onde eu encontrarei o padrão que eu comparo minha vida]. Persevera [seja obediente para fazer o que eu vejo que precisa ser feito – não permitindo que o pecado reine em meu corpo; não obedecendo em suas concupiscências], porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.” (1 Timóteo 4:16; Romanos 6:12) Isso deixa claro que há algo que eu mesmo preciso fazer em relação à minha salvação.

    Salvo em maior grau

    Eu fui nascido de novo pelo Espírito (João 3:5-6), e agora eu tenho que continuar no Espírito (Gálatas 5:25). O Espírito me leva a despir das obras da carne. Sim, tenho pecado contra o qual sou impotente. Mas isso não significa que eu tenha que cometer pecado! (1 João 5:18; 1 João 2: 3-9) Pois é Deus quem opera em mim tanto a vontade quanto a fazer! Deixo as obras da carne através do Espírito Santo que opera em mim. Estas são as boas obras que Deus preparou para mim de antemão e nas quais devo entrar; faça isso. Eu não vejo todas as obras de uma vez, mas como sou fiel em obedecer ao Espírito, Ele pode me mostrar mais e mais e eu posso ser salvo em um grau cada vez maior.

    O Espírito Santo opera em mim, mas o próprio Espírito Santo não realiza as obras. “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.” Romanos 8:13. Sou eu quem tenho que resistir às concupiscências e desejos da carne quando eles são revelados a mim, eu que tenho que permanecer firme no tempo da tentação, Eu que tenho que vencer o pecado. Não em minha própria força – minha força humana não é nada – mas através do poder que o Espírito Santo dá àqueles que são nascidos do Espírito.

    Estas boas obras que devo seguir não são as obras da lei, mas as obras que Deus preparou especificamente para mim, as quais eu sou solicitado a fazer pelo Espírito Santo. (Gálatas 5: 16-20; Romanos 6: 5-7)

    Salvo por uma fé ativa e obediente

    Eu sou salvo pela fé, mas não uma fé inanimada e estagnada que Jesus fez tudo em meu lugar, e que não há mais nada para eu fazer. Por uma fé ativa e obediente  Eu posso me despir das obras da carne e vestir o fruto do Espírito. (Colossenses 3: 8-14) Eu não sou obrigado a pecar na carne! Eu não tenho que cometer pecado!

    “E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.” Atos 5:32.

    (leia aqui sobre a diferença de ter pecado e cometer pecado)

    Se eu continuasse a fazer as obras da carne, não seria livre. Como posso dizer que estou salvo do pecado se continuar cometendo pecado, porque estou “coberto pela justiça de Jesus”?

    “Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” Gálatas 6:8.

    É Deus quem trabalha em mim; é a Sua graça me atraindo em caminhos de justiça, então eu não posso me gabar de ter feito qualquer coisa. Sem esse dom da graça de Deus, eu seria impotente contra o pecado. Portanto, toda a glória vai para Deus. É por isso que vamos louvá-lo eternamente, dizendo: “Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém!” Apocalipse 7:12.

    Interessado em ler mais? Dê uma olhada em nosso link sobre salvação e santificação ou leia alguns dos artigos selecionados abaixo:

    Baixar e-book grátis

    Uma tão grande salvação

    Escrito por Sigurd Bratlie

    O apóstolo que escreveu o livro aos Hebreus o chama de “uma palavra de exortação”. O objetivo deste livreto é amplificar e expandir sobre esta exortação, trazendo fé e salvação a todos aqueles que têm um chamado celestial. Todos aqueles que seguem à exortação do livro aos Hebreus podem alcançar esta grande salvação.