Ir para o conteúdo

Qual é o fruto do Espírito?

O fruto do Espírito é a natureza divina (amor, longanimidade, bondade, etc.) que se torna minha natureza quando eu morro para o pecado.

(Click to listen to an audio recording of this article: What is the fruit of the Spirit?)

Qual é o fruto do Espírito?

Alguns dos frutos do Espírito são descritos em Gálatas 5: 22-23, “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.”

O fruto do Espírito é essencialmente o oposto do pecado e do egoísmo. O fruto do Espírito é a vida de Cristo, é a natureza divina. É a vida nova e refrescante que se torna parte da minha natureza quando, em obediência ao Espírito, me permito ser purificado e morrer para o pecado. O fruto do Espírito é o resultado de andar no Espírito. (Gálatas 5: 16-26)

Leia mais sobre a cruz e o morrer para o pecado aqui.

Como conseguimos o fruto do Espírito?

“Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto.” João 12:24.

Para que esse trigo ou fruta cresça, algo tem que morrer. Mas quando ela morre, então a vida nova vem – nós recebemos mais e mais dos frutos do Espírito, quanto mais nós colocarmos à morte nossa natureza pecaminosa através da obediência ao Espírito – através da caminhada no Espírito.

Por exemplo, a bondade é um dos frutos do Espírito. Queremos mostrar bondade à nossa família, aos nossos colegas e àqueles que encontramos no nosso caminho, mas então algo não acontece do jeito que eu pensava, ou alguém diz algo de uma certa maneira, e eu sinto o oposto da bondade em mim mesmo. Algo desagradável quer sair. Esta é a minha natureza pecaminosa, ou “carne” e é isso que precisa morrer para obter o precioso fruto da bondade!

Leia mais sobre vencer o pecado aqui.

“Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;  … Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros…” Colossenses 3:5,12-13.

Obtendo o fruto do Espírito: um processo pra toda vida

Este é um processo contínuo: algo de mim sempre tem que morrer para dar lugar à natureza divina. Quanto mais eu “morro”, mais posso receber genuínos bons pensamentos, palavras e ações, e tornar-me cada vez mais justo e santo. (2 Pedro 1: 3-9)

O mesmo se aplica ao amor, alegria, paz, longanimidade e todos os outros frutos do Espírito. Este é um trabalho para toda a vida. Há sempre mais natureza divina para se trabalhar. Precisamos continuamente ter esse anseio e desejo queimando em nossos corações: “Preciso obter mais dos frutos do Espírito, preciso estar mais limpo e purificado, preciso estar cheio da natureza divina!”

“Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna.” Romanos 6:22.

 

Do I really need the fruit of the Spirit to be a good parent?

The message of the cross

Ensinamentos-chave

Descubra como a Palavra de Deus nos desafia e motiva a viver 100% de acordo com a Sua vontade, assim que não precisamos mais cair em pecado, mas que podemos chegar a uma vida de vitória.

Baixar e-book grátis

Eu estou crucificado com Cristo

Este livreto é baseado nas palavras de Paulo em Gálatas 2:20: “Eu estou crucificado com Cristo; não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim …” Aqui Elias Aslaksen explica o que isto quer dizer e como os leitores podem ter o mesmo testemunho que Paulo em suas próprias vidas.

Siga-nos