Ir para o conteúdo

Jesus é o caminho – o caminho estreito

Jesus disse que há poucos que encontram o caminho estreito. Você sabe como encontrá-lo, e mais, andar sobre ele?
Jesus is the way – the narrow way

 “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.’” João 14:6.

Jesus é o caminho. O caminho para o pai. O caminho da vida. O caminho para a salvação. Jesus viveu na terra para nos mostrar o caminho. Segui-lo neste caminho significa que devemos andar como Ele andou. Devemos seguir Seus passos, vivendo como Ele viveu. Um caminho indica progressão. Quando nós O seguimos, chegamos onde ele está agora.

Jesus chamou esse caminho “o caminho estreito.”

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.” Mateus 7:13-14.

Entrando no caminho estreito

Como encontramos este portão, a entrada para este caminho estreito? Não é porque somos pessoas excepcionais, ou fazendo algo que nos torna merecedor de encontrá-lo. É simplesmente porque Deus, em Seu amor e misericórdia, coloca um desejo pelo bem em nossos corações e nos atrai na direção certa.

Mas uma vez que vemos aquele portão estreito, há algo que devemos fazer antes de podermos começar a andar pelo caminho estreito que leva à vida. Paulo descreve isso perfeitamente em Filipenses 3: 7-8: “Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo,.”

Significa que temos que deixar para trás tudo o que Deus nos indica que nos impedirá de andar por este caminho. Nossos próprios raciocínios e idéias. Nossa crença em nossas próprias habilidades. Relacionamentos que nos impedem. Status. Honra. Orgulho. Esses têm que ser contados como perda e lixo e deixados do lado de fora do portão; não há espaço para eles no caminho estreito. Se pudermos abrir nossos olhos para ver, como Paulo viu, o valor do que é “ganhar a Cristo“, então podemos ver como é possível considerar todo o resto como perda.

Andando no caminho estreito

Agora que entramos no caminho, é hora de seguir em frente. Nós temos que ser praticantes e não somente ouvintes (Tiago 1:22). O caminho estreito é um modo de ação. É um caminho que atravessa a carne (Hebreus 10:20). E aqui Jesus nos mostra como Ele andou quando esteve na terra; a maneira que devemos seguir: “Então disse: Eis aqui venho(No princípio do livro está escrito de mim),Para fazer, ó Deus, a tua vontade.’” Hebreus 10:7. Em outras palavras, caminhar no caminho estreito significa que desistimos inteiramente de nossa própria vontade. Nossos próprios pensamentos sobre como nossa vida deveria ser, nossos próprios desejos. Significa que devemos vencer o pecado na carne, aquelas coisas que são tão naturais para nós, a fim de fazer a vontade de Deus. Isso inclui coisas como preguiça, egoísmo, ganância, ressentimento, orgulho etc.

Agora podemos ver porque é chamado o caminho estreito. Há poucos que estão dispostos a realmente andar por este caminho, porque desistir de nossa própria vontade realmente nos causa sofrimento. Ainda andar no caminho estreito não é uma vida pesada. Na verdade, existe uma grande liberdade no caminho estreito. Liberdade de ser obrigado a cometer pecado quando somos tentados! “Ora, pois, já que Cristo padeceu por nós na carne, armai-vos também vós com este mesmo pensamento, que aquele que padeceu na carne já cessou do pecado; Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus.” 1 Pedro 4:1-2.

Clique aqui para ler mais sobre o que Jesus quis dizer quando disse: “Eu vim fazer a tua vontade, ó Deus.”

Jesus é o caminho – nós começamos a conhecê-lo

E qual é o resultado de andar neste caminho? Conhecemos Jesus como nosso amigo pessoal e irmão! “Para conhecê-lo, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte.” Filipenses 3:10.

E não apenas que nós O conhecemos, mas que podemos descansar na certeza de que quando nosso tempo na terra acabar e formos para a eternidade, Ele nos conhecerá.! “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” Mateus 7:21.

Tudo o que nos acontece pode trabalhar em conjunto para o bem. Tudo o que experimentamos que faz com que nossa carne reaja e nos tente a pecar é uma oportunidade de vencê-la em maior grau e tornar-se cada vez mais livre. “… que aquele que padeceu na carne já cessou do pecado …”E quando esta natureza pecaminosa é derramada, as virtudes de Cristo – os frutos do Espírito – crescem. Este é o propósito de Deus para nós – que somos transformados e conformados à imagem de Cristo (Romanos 8: 28-29). O caminho é a vida que Jesus viveu. Se seguirmos Nele e vivermos a vida fazendo a vontade de Deus, em vez da nossa, então, quando entrarmos no reino dos céus e o encontrarmos face a face, seremos como Ele e o veremos como Ele é (1 João 3: 2-3).

“Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.”  Tiago 1:12.


Você pode estar interessado em ler mais em nossa página de tópicos sobre estudos bíblicos e comentários.

Ensinamentos-chave

Descubra como a Palavra de Deus nos desafia e motiva a viver 100% de acordo com a Sua vontade, assim que não precisamos mais cair em pecado, mas que podemos chegar a uma vida de vitória.

Baixar e-book grátis

Eu estou crucificado com Cristo

Este livreto é baseado nas palavras de Paulo em Gálatas 2:20: “Eu estou crucificado com Cristo; não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim …” Aqui Elias Aslaksen explica o que isto quer dizer e como os leitores podem ter o mesmo testemunho que Paulo em suas próprias vidas.

Siga-nos