Ir para o conteúdo

Onde encontro a vida que leva à eternidade?

Você tem esperança de vida eterna? Você pode viver uma vida que leva à eternidade em seu tempo aqui na terra?

Vida levando à eternidade

“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” 1 João 2:15-17.

Aqui nós temos isso. Neste mundo não há outra vida que leve à eternidade do que uma vida que esteja de acordo com a vontade de Deus.

O que o apóstolo quer dizer quando diz que a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida não são do Pai, mas do mundo? Significa que não é o Pai, nosso criador, quem nos deu a vida, quem está por trás desse desejo insaciável. É o deus deste mundo que está por trás disso. Ele é aquele de quem Jesus diz, “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” João 10:10. Um deles te extorque, o outro te enriquece. O ladrão rouba a alegria da vida, mata a vontade de viver e destrói o seu futuro.

As concupiscências não podem ser satisfeitas

Esta é uma compreensão básica necessária para ter na vida. Não podemos deixar de ter concupiscências e desejos em nossa carne. Mas devemos estar cientes de que eles estão lá como resultado da queda. Nós fomos criados com sentidos, que foram usados por Deus para serem usados para apreciar e alegrar na criação – em toda pureza. Por exemplo, Paulo escreveu sobre comida: “… que Deus criou para ser recebido com ação de graças por aqueles que acreditam e conhecem a verdade.” 1 Timóteo 4:3. Uma necessidade natural que é satisfeita pode ser recebida com ação de graças – isto é, com gratidão. Mas uma luxúria não pode ser satisfeita – com gratidão. É insaciável e imparável, como um fogo que exige mais e mais. A luxúria não nos dá nada; só tira de nós. Você é deixado despojado até o osso – sem alegria e satisfação.

Judas escreve sobre os resultados disto: “Estes são murmuradores, queixosos da sua sorte, andando segundo as suas concupiscências…” Judas 16. Você pensaria que vivendo de acordo com suas próprias concupiscências e desejos, eles seriam agradecidos e felizes. O fruto da concupiscência é resmungar e reclamar, decepção e amargura. Tal vida não leva à eternidade.

O fruto da gratidão

A boa notícia é que essa concupiscência pode ser crucificada pela fé, porque “E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” Gálatas 5:24. O fruto disso é a gratidão, que é um dos frutos da vida e da justiça. Você recebeu algo, foi enriquecido e pode agradecer!

“E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho.” 1 João 5:11. É apenas uma vida vivida em comunhão com o Filho e em obediência á ele é que nos leva à eternidade.

Basta olhar algumas das promessas do evangelho: a vida em abundância! Faça a vontade de Deus e – permaneça para sempre!

Você pode estar interessado em ler mais sobre o nosso link da página sobre as promessas de Deus, ou nos artigos selecionados abaixo:

Nossa vida é como uma jornada em uma terra estrangeira

Por que uma eternidade no céu é a única opção para mim

Ensinamentos-chave

Descubra como a Palavra de Deus nos desafia e motiva a viver 100% de acordo com a Sua vontade, assim que não precisamos mais cair em pecado, mas que podemos chegar a uma vida de vitória.

Baixar e-book grátis

Uma tão grande salvação

O apóstolo que escreveu o livro aos Hebreus o chama de “uma palavra de exortação”. O objetivo deste livreto é amplificar e expandir sobre esta exortação, trazendo fé e salvação a todos aqueles que têm um chamado celestial. Todos aqueles que seguem à exortação do livro aos Hebreus podem alcançar esta grande salvação.

Siga-nos