O que é expiação e por que precisamos dela?

A expiação é a prova do incrível amor e misericórdia de Deus. Leia as implicações que isso tem para nós.

O que é expiação e por que precisamos dela?

O que é expiação?

Expiação significa fazer o que é necessário para trazer a reconciliação ou a reunião de duas partes que estão em desacordo. Envolve fazer reparações, ou pagar uma compensação por uma transgressão, um erro ou uma lesão. Está nivelando um desequilíbrio criado pelo erro.

Uma transgressão da lei precisa ser compensada, por exemplo, pagando uma multa ou cumprindo uma sentença de prisão. Em alguns países, um crime especialmente grave deve ser expiado pela morte do criminoso. Esta é uma tentativa de restaurar o desequilíbrio causado pelo crime.

Por que precisamos de expiação?

O pecado é transgressão da lei e da vontade de Deus e, portanto, é irreconciliável com Deus e com a vida eterna. (Romanos 8: 6-8; 1 João 3: 4-10)

O bom relacionamento entre Deus e as pessoas foi severamente danificado quando elas o desobedeceram. O dano foi quase irreparável, afetando todas as gerações – incluindo você e eu. O pecado se interpunha entre Deus e as pessoas, de modo que não podiam ter a íntima comunhão que tinham antes e que Deus tanto desejava.

Quando vivemos em pecado, concordamos com isso e deixamos que ele nos domine. Torna-se parte da nossa vida. Se voluntariamente deixamos o pecado em nossas vidas, estamos condenados a ser destruídos (morrer) junto com o pecado. (Romanos 8:13) “Porque o salário do pecado é a morte…” Romanos 6:23. Esta não é apenas a morte física, mas uma morte espiritual de separação eterna de Deus em nosso espírito.

“Não há um justo, nem um sequer… Todos se extraviaram… Não há quem faça o bem, não há nem um só… Não há temor de Deus diante de seus olhos.” Romanos 3:10-18. Em outras palavras, somos todos pecadores culpados, nosso relacionamento com Deus está quebrado e todos nós merecemos a morte. Isso é de tamanha seriedade. E isso não especifica apenas os grandes pecados óbvios, mas todo pecado, toda transgressão da vontade de Deus.

Como recebemos a expiação?

Há apenas uma coisa que apaziguar a fúria de Deus contra o pecado: a morte sobre o pecado. Mas se Deus fosse para matar todos os pecadores na terra para expiar os pecados que cometeram, isso seria o fim da humanidade. No entanto, Deus é um Deus misericordioso e longânimo que ama a Sua criação e, acima de tudo, os seres humanos. Ele não quer que pereçam, mas quer restaurar seu relacionamento com eles e ter comunhão com eles.

Expiação sob a lei da Antiga Aliança

Na Antiga Aliança, as pessoas podiam trazer um animal como um cordeiro ao templo para ser sacrificado. O animal tinha que ser perfeito e sem defeito. A morte do animal em seu lugar expiava os pecados do povo e eles foram perdoados. “Porque a vida da carne está no sangue; pelo que vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que fará expiação pela alma. ”Levítico 17:11.

Leia Levítico 16 e Hebreus 9:18-22 sobre o Dia da Expiação e o sacrifício expiatório na Antiga Aliança.

No entanto, o sangue dos animais era um sinal, mas não impedia as pessoas de transgredirem. A expiação tinha que ser feita de novo e de novo. (Hebreus 10: 1-4) Estava claro que algo precisava mudar.

Expiação e propiciação por meio de Jesus na Nova Aliança

A mudança veio através de Jesus, que era o Filho de Deus mas “se esvaziou” e se tornou um ser humano com a mesma natureza humana que todos nós, significando que Ele foi tentado em todos os pontos como nós somos. Mas Jesus também nasceu do Espírito de Deus, e este Espírito o acompanhou por toda a sua vida, dando-lhe a vontade e a força para vencer a tentação, para que Ele nunca pecasse. (Mateus 1: 18-22; Lucas 1: 30-35; Filipenses 2: 5-8; Hebreus 4:15; Isaías 61: 1-3)

No entanto, no final, Jesus, o único ser humano de toda a história que era completamente puro e sem pecado, foi crucificado como criminoso. Ao fazê-lo, Ele tomou sobre Si o castigo pelos pecados de todo o mundo, o Cordeiro de Deus sem defeito, o último sacrifício! Jesus se tornou a propiciação pelos nossos pecados, o que significa que a grande ira de Deus contra o pecado foi afastada de todos os que creem Nele. Deu-lhes o dom da vida eterna! (Isaías 53: 4-11; João 3: 14-17: 1 João 2: 2)

Leia mais aqui: Por quê Jesus teve que morrer na cruz?

Um dom da graça

Não podemos fazer nada de nós mesmos para merecer perdão e salvação. (Gálatas 2:16; Efésios 2: 8-9 etc.) A expiação pelo perdão é um dom gratuito, inteiramente por meio da graça, do amor e da longanimidade de Deus, que devemos receber pela fé. “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 6:23

Leia Romanos 5 sobre o dom da graça que veio através de Jesus.

Nunca poderemos entender o significado esmagador do dom da graça que é a expiação, mas, mesmo para começar a entendê-lo, precisamos chegar a um profundo reconhecimento de si mesmo. A verdade é que somos todos pecadores, todos transgredimos, somos egoístas e presunçosos por natureza. Nós também temos que entender a visão de Deus do pecado. O pecado não tem futuro na eternidade e não teríamos chance sem a misericórdia e o amor de Jesus Cristo que deu a vida para pagar pelos nossos pecados. No entanto, através do Seu dom da graça nos foi dada uma nova chance, uma nova concessão à vida – a vida eterna! Nós nunca podemos agradecer ou adorá-lo o suficiente para isso!

O que acontece depois de recebermos a expiação?

Os sacrifícios de animais da Antiga Aliança cobriram apenas pecados específicos cometidos desde a “última vez” e não removeram a causa raiz do pecado – a concupiscência e desejos de pecar na natureza humana. As pessoas eram fracas e transgredidas repetidamente, de modo que o ciclo do pecado e do perdão nunca cessou.

Na Nova Aliança, o sacrifício de Jesus cobriu todos os pecados do mundo inteiro! Mas foi assim que sua vida e morte tornaram isso possível, o que é de importância crucial para todos aqueles que creem nele e querem ser seus discípulos. A autoridade de Jesus sobre o pecado e a morte veio pela sua fidelidade em obedecer a vontade de Deus, sempre negando a sua própria vontade (os desejos e concupiscência em sua natureza humana) na tentação, tomando sua cruz diariamente, e “matando” a causa raiz do pecado em sua própria vida. Em Jesus, Deus poderia fazer o que a lei da Antiga Aliança e os sacrifícios não podiam fazer: Ele podia condenar o pecado na carne. (Romanos 8: 3; Hebreus 2:14)

Por que isso é tão significativo para nós? O próprio Jesus nos disse que podemos segui-lo. (Lucas 14: 26-27) Em outras palavras, se fizermos essas coisas, podemos ser Seus discípulos e viver a mesma vida. A Expiação nos deu a oportunidade de começar com uma lousa limpa, e o exemplo de Jesus e o Espírito Santo que Ele nos deu nos dão a possibilidade de vencer como Ele venceu e herdar todas as coisas com Ele! (Apocalipse 21: 7)

 

 

Você pode ter interesse em ler mais na nossa  página de tópicos sobre perdão, ou nesses artigos selecionados abaixo:

Baixar e-book grátis

Uma tão grande salvação

Escrito por Sigurd Bratlie

O apóstolo que escreveu o livro aos Hebreus o chama de “uma palavra de exortação”. O objetivo deste livreto é amplificar e expandir sobre esta exortação, trazendo fé e salvação a todos aqueles que têm um chamado celestial. Todos aqueles que seguem à exortação do livro aos Hebreus podem alcançar esta grande salvação.