Natanael: honesto e reto

Natanael: honesto e reto

Jesus podia ver como era Natanael antes mesmo de falar com ele. O que havia de tão especial em Natanael?

7 minutos ·

Natanael: O que Jesus viu

Quando Jesus viu Natanael, ele disse: "Eis um israelita em quem não há dolo." João 1:47. O que ele realmente quis dizer e como Jesus poderia saber como era Natanael, embora ele nunca o tivesse conhecido?

Natanael é mencionado apenas uma vez na Bíblia, mas as palavras simples de Jesus mostraram que ele era um homem com quem podemos aprender muito. O que significa não ter dolo, e por que Jesus escolheu caracterizá-lo dessa forma?

Em outras histórias, vemos que Jesus tinha palavras muito diferentes para os fariseus. “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que limpais o exterior do copo e do prato, mas o interior está cheio de rapina e de iniquidade. Fariseu cego! Limpa primeiro o interior do copo e do prato, para que também o exterior fique limpo.” Mateus 23:25-26. Os fariseus eram o povo judeu educado. Eles eram conhecidos por se esforçarem para ter uma boa aparência externa de acordo com as leis judaicas. Eles adoravam fazer um show diante de outras pessoas enfatizando o quão religiosos eles eram. Mas em seu orgulho, enquanto mantinham todas as leis externas, eles não se importavam com o pecado que ainda estava dentro deles. Eles só serviam a Deus para seu próprio ganho, e não porque realmente o amavam.

Jesus conheceu muitas pessoas em sua vida e ele era puro e verdadeiro de dentro para fora. Ele conhecia e guardava todas as leis judaicas, mas também via que todas aquelas leis externas não podiam cuidar do pecado que ainda morava no interior.

No “Sermão da Montanha”, Jesus deu alguns exemplos de como a lei não pode cuidar do pecado no coração. “Vocês ouviram que foi dito aos antigos: Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo. Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão será réu de juízo. ” Mateus 5: 21-22. E "Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela." Mateus 5: 27-28. Com esses exemplos, Jesus revelou que a lei puniria apenas se alguém cometesse um ato de assassinato ou adultério. Mas Jesus matou o pecado por dentro - aquele ódio e aquela concupiscência - para que ele nunca tivesse a chance de sair em primeiro lugar!

O que as pessoas veem em mim?

Quando Jesus conheceu Natanael, ele sentiu que era um homem justo. Não se tratava apenas de parecer bem diante das pessoas ou de fazer todas as coisas certas para obter honra. Natanael deve ter realmente amado a Deus e servido a ele de todo o coração para que Jesus dissesse isso. Seu espírito testificou da vida que ele viveu. Natanael não estava tentando dar um show para Jesus ou esconder nada, e Jesus podia ver isso antes mesmo deles trocarem uma palavra.

Isso me fez realmente pensar - se eu encontrasse Jesus hoje, ele seria capaz de dizer o mesmo sobre mim? Na verdade, o que as pessoas com quem estou todos os dias veem? Eles veem alguém que não tem malícia? Aquele que é honesto e justo e não tem nada a esconder? Aquele que trata os outros com respeito, não importa quem sejam?

Recentemente, ouvi alguém dizer que não nascemos honestos por natureza em todas as circunstâncias. Quando ouvi isso, pensei nos fariseus. Eles estavam tão confiantes em sua capacidade de manter uma boa aparência que nem podiam ver ou reconhecer que estavam cheios de pecado por dentro.

No Salmo 51: 6, Davi escreveu “Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria.”. Se eu quiser ser como Natanael, tenho que dar uma boa olhada no que está dentro, no oculto onde ninguém mais vê. Existem tantas oportunidades em que uma pequena mentira “inofensiva” pode parecer apropriada, se me beneficiar. Ou talvez eu me sinta compelido a agir de maneira diferente dependendo de com quem estou. Conto a verdade aos outros, mesmo quando é difícil? Estou disposto a perder a honra para defender o que é certo?

Honesto por completo

Quando comecei a pensar nessas coisas, me perguntei, como é possível vencer tudo isso? Como posso ser totalmente honesto como quero ser? Para ousar falar a verdade quando sei que deveria?

Está escrito: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida.”. Provérbios 4:23. Tudo começa no coração! Se eu guardar isso, e zelar por ele sempre, então também não estarei sem dolo! Isso significa que tenho que ser completamente honesto quando vejo o pecado que habita em mim. Tenho que reconhecer que está aí e pedir a Deus que me liberte. Eu não posso tentar negar ou esconder de qualquer forma. Quando sou completamente honesto comigo mesmo e com Deus, aprendo a amar a verdade sobre mim mesmo, porque vejo que a verdade pode me libertar do pecado que habita em mim. E, à medida que aprendo a ser honesto comigo mesmo e com Deus, posso me tornar cada vez mais honesto com as pessoas ao meu redor também.

Agora, em vez de buscar honra ou favor de pessoas “importantes”, aprendo que a única coisa importante é o que Deus pensa de mim. Quando tenho que dizer a verdade a alguém, então o faço, porque quero ser honesto e justo, não importa o que custe. E não preciso mentir para tentar ganhar algo para mim, porque confio que Deus me abençoará se eu for justo.

Em João 8:32, Jesus disse: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Esse é o melhor lema! Quando amo a verdade, torno-me invencível. Nenhuma situação e nenhuma pessoa podem me separar de Deus. Ele está ao meu lado em todas as situações, pronto para me dar toda a força e ajuda que preciso para vencer. E então, sem palavras, posso ser um exemplo como Natanael - alguém sobre quem Jesus pode dizer que meu coração é completamente puro.

esta postagem está disponível em

Escritura retirada da New King James Version®, a menos que especificado de outra forma. Copyright © 1982 por Thomas Nelson. Usado com permissão. Todos os direitos reservados.