Este site usa cookies para reconhecer visitas repetidas e preferências, para fornecer recursos de mídia social e para analisar o tráfego. Ao clicar em “Aceito” ou ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies e com nossos Termos de Uso.
Minha batalha contra a impaciência

Minha batalha contra a impaciência

Quase qualquer pessoa ou qualquer coisa poderia me irritar.

4 minutos ·

Eu nasci com uma natureza muito impaciente. Queria que as pessoas prestassem atenção em tudo o que eu falava, exatamente no momento que eu falava. Interrompi quase todas as conversas das quais não fazia parte. Eu realmente não me importava com as necessidades dos outros, só com as minhas.

As pessoas nem sempre ouviam o que eu tinha a dizer. As pessoas não seguiram as instruções. As pessoas não contribuíam para os projetos do grupo. A fila era muito longa. O caixa estava demorando uma eternidade. O garçom interpretou mal o meu pedido. Você escolhe - todas essas coisas, aparentemente pequenas, desencadeariam impaciência em mim.

Eu ficava especialmente irritada com meus irmãos. A irritação rapidamente se transformou em raiva, que logo se transformou em gritos e berros. Quando eu tentei “segurar”, ela simplesmente cresceu dentro de mim até que explodi em um ataque ainda maior de gritos.

Eu precisava de ajuda para mudar

Finalmente cheguei a um ponto em que me incomodava com os menores erros que os outros cometiam. Eu estava exausta de gritar e ficar com raiva dos outros. Eu realmente queria transformar toda aquela raiva e frustração em um amor genuíno e carinho por outras pessoas. Comecei a imaginar minha impaciência como uma batalha literal, onde o “prêmio de batalha” final era ganhar paciência. Logo percebi que lutar contra a impaciência era algo que eu não poderia fazer sozinha. Eu precisava de uma espada adequada, e que espada melhor do que a Palavra de Deus? (Efésios 6:17)

Há um versículo em Tiago 1: 4 que diz, “Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.

Esse versículo chamou minha atenção porque meu objetivo na vida como discípula de Jesus Cristo é obter a natureza divina - ser perfeita assim como ele é perfeito. (Mateus 5:48; 2 Pedro 1: 3-4) De acordo com o versículo de Tiago, a paciência me ajudará a alcançar a perfeição, que é exatamente o que estou buscando!

Ter uma meta de ser perfeita assim como nosso Pai celestial é perfeito pode parecer quase impossível, mas o versículo em Mateus 11:30 me ajudou em minha educação ao longo da vida como discípula de Cristo. “Porque meu jugo é suave e meu fardo é leve”. Com este versículo como uma arma, ele explica todo o desânimo e dúvidas que me consumiriam.

Sendo transformada

Eu realmente quero ser um exemplo para os outros e mostrar verdadeira bondade para com eles, não raiva e impaciência. Também sou frequentemente lembrada do versículo, “O amor é sofredor, é benigno…” 1 Coríntios 13:4. Este versículo não se refere apenas ao amor para com o outro significativo; posso mostrar um verdadeiro amor e carinho por qualquer pessoa, sejam meus irmãos, pessoas da escola ou do trabalho, e até mesmo aquele caixa lento!

Uma das minhas citações favoritas é “Talvez você seja o única leitora da bíblia ao seu redor”. Eu penso muito nessa citação em diferentes situações. Sou uma discípula de Jesus Cristo e, se estou impaciente, por exemplo, isso mostra aos outros como deve ser a vida de um discípulo? Claro que não! Se eu lutar conscientemente contra a tentação, os outros verão que uma vida de vitória é possível!

Ainda sou tentada a ficar impaciente, mas agora sei que não preciso ceder a esses pensamentos e ficar com raiva dos outros. (Romanos 8:12) Sei que fiz progressos nessa área porque posso olhar para a vida que vivi até agora, com a verdadeira satisfação de que não sou a mesma pessoa impaciente de antes. Posso até esperar as situações que virão, que testarão minha paciência adquirida, para que possa me tornar uma pessoa ainda mais forte e feliz.

Escritura retirada da New King James Version®, a menos que especificado de outra forma. Copyright © 1982 por Thomas Nelson. Usado com permissão. Todos os direitos reservados.