Ir para o conteúdo

Maria e Marta: escolhendo corretamente nossas prioridades

Eu sou uma Maria ou uma Marta quando se trata do meu relacionamento com Jesus?
Mary and Martha

Esta é a história de duas irmãs.

Maria e Marta eram amigas e seguidores de Jesus. Juntamente com seu irmão Lázaro, eles hospedaram Jesus em sua casa em mais de uma ocasião. No entanto, em uma dessas visitas de Jesus, elas escolheram duas ações muito diferentes, e a maneira como Jesus reagiu às suas escolhas é uma lição muito valiosa para nós hoje. Vamos rever a história (Lucas 10: 38-42):

Marta está preocupada

Marta estava correndo, servindo e fazendo o melhor para fazer tudo de bom para seu amado convidado. E onde estava Maria quando Marta precisou de uma mão? Ela escolheu sentar-se aos pés de Jesus, ouvindo enquanto falava.

É muito fácil imaginar como isso fez Marta se sentir. Irritada, frustrada, ressentida. Por que ela deveria estar fazendo todo o trabalho? Não era justo que Maria ajudasse? Na verdade, Marta se sentiu tão justificada em sua indignação que foi falar com Jesus sobre isso. “Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude,” ela disse a ele.

Mas, em vez de apoiá-la em sua demanda, Jesus a repreendeu! “Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária;
E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada
.”

Isso deve ter parecido uma bofetada na cara de Marta. Ali estava ela, fazendo tudo o que estava ao seu alcance para ser hospitaleira e torná-la boa. E Maria apenas ficou sentada lá, e o que ela estava fazendo era a coisa certa?

Soa familiar?

Escolhendo corretamente nossas prioridades

Pode tornar-se tão fácil nos envolvermos em todas as coisas que precisamos fazer e nas coisas que precisam ser realizadas que perdemos de vista o que é o mais importante. Não é possível que possamos nos envolver demais nas preocupações da vida? Jesus deixa isso ainda mais claro na parábola que Ele contou sobre o semeador. “E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;” Mateus 13:22.

A maior prioridade em nossas vidas precisa ser escolher a parte boa, como Maria fez: aprender de Jesus para que possamos nos tornar como Ele. É um amor e devoção a Ele que faz que todo o resto tem importância secundária. É buscar as riquezas da sabedoria e compreensão que estão nele. Se não fizermos isso, como podemos segui-lo, como podemos ser seus discípulos? Um discípulo aprende do Mestre.

Isso não é uma desculpa para ser preguiçoso e não se responsabilizar por nada. Essa é outra armadilha. Devemos ser praticantes da palavra e não apenas ouvintes! (Tiago 1:22) Mas o que fazemos tem que ser guiado pelo Espírito, cuja voz aprendemos a ouvir escolhendo a parte boa. Não há bênção em administrar nossas próprias vidas com base em nossa compreensão humana do que é importante. Maria entendeu que ela precisava aprender mais sobre seu mestre e buscar as coisas que têm valor eterno. É quando fazemos isso que podemos ser uma bênção, porque todas as nossas obras são dirigidas pelo Espírito. O amor nos faz ouvir, aprender e guardar Seus mandamentos. (1 João 5: 3)

As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem;” João 10:27.

Tenha cuidado contigo mesmo

Podemos estar em perigo de cair na mesma armadilha que Marta fez. Podemos ficar tão perturbados com o que percebemos como comportamento negativo nos outros, e nos tornamos tão justos em nossas boas obras que começamos a julgar os outros por não fazer o que fazemos. Satanás é o único por trás desses tipos de pensamentos. Ele sussurra mentiras e acusações, tentando criar o máximo de conflitos que puder. Seu objetivo é levar as pessoas tão longe na direção oposta da “boa parte” quanto possível – para afastá-las de Jesus. Ouvi-lo e concordar com ele leva a todos os tipos de agitação e preocupação. Precisamos fechar a porta para essa sua falsidade!

“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.,”está escrito em 1 Timóteo 4:16. Só isso nos fará bem na vida. A escolha errada que Marta fez não foi que ela estava servindo e fazendo o bem. Foi em seu trabalho que ela exigiu e criticou Maria, em vez de fazer o que Jesus ensinou a si mesma! Se estamos vivendo diante da face de Deus, não temos motivos para examinar o que os outros estão fazendo e sentir que temos o direito de julgá-los. Vivemos em obediência aos sussurros do Espírito em nossas próprias vidas, e o que os outros fazem não é da nossa conta. Nós não sabemos como ele está liderando os outros.

Vamos nos erguer acima de todos os ruídos e buscas deste mundo e buscar as coisas que tenham valor eterno. Como Maria, vamos encontrar essa comunhão com o Mestre e com aqueles que o seguem para que possamos aprender dele e se tornar como ele. Através da palavra de Deus, comunhão e oração nos tornamos ricos em nosso espírito, e Deus nos dará tudo o que precisamos em abundância.

 “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” Felipenses 4:8.

Você pode estar interessado em ler mais em nosso tema Pessoas na bíblia, ou nos seguintes artigos:

Como posso ter um relacionamento mais profundo com Jesus?

Como posso ouvir a voz de Deus?

Ensinamentos-chave

Descubra como a Palavra de Deus nos desafia e motiva a viver 100% de acordo com a Sua vontade, assim que não precisamos mais cair em pecado, mas que podemos chegar a uma vida de vitória.

Baixar e-book grátis

O que significa ser cristão

ser um cristão é uma vida muito mais profunda do que simplesmente pedir para Jesus entrar em teu coração e acreditar no perdão dos pecados. É uma vida de desenvolvimento e crescimento nas coisas de Cristo. Este livreto apresenta os fundamentos de uma vida cristã muito clara e simplesmente.

Siga-nos