Gratidão: A arma que você talvez não sabia que tinha

Aqui está algo que você pode usar para garantir sua felicidade, não importa o que aconteça!

Escrito por Julia Albig
Gratidão: A arma que você talvez não sabia que tinha

Sou uma pessoa bastante comum, com circunstâncias normais na minha vida. Eu tenho um emprego, tenho contas, tenho um carro e cuido de uma casa. A maioria da humanidade compartilha circunstâncias semelhantes às minhas. Minhas situações não são de modo algum mais difíceis ou cansativas do que as das pessoas ao meu redor. Então, por que tantas vezes sou tentada a não agradecer as situações da vida cotidiana? Por que é tão difícil levantar e ir trabalhar com um coração alegre na manhã de segunda-feira? Por que a gratidão é tão difícil?

Gratidão não vem naturalmente …

É porque tenho uma natureza humana na qual nada de bom vive. Isso parece duro, mas é verdade! Em Romanos 7:18, o apóstolo Paulo teve a revelação de que “em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum“. Isso não deve ter sido fácil para ele reconhecer – admitir que não havia nada de bom em sua natureza; que a maneira como ele reagiu a absolutamente tudo, de acordo com a carne, foi ao contrário. Mas essa é a verdade pura e simples para todo ser humano nascido nesta terra, inclusive eu. Tenho uma natureza orgulhosa e pecaminosa que me leva a pensar muito alto de mim mesma, a pensar que mereço mais do que tenho. E é por isso que me sinto tentada a reclamar e resmungar sobre as situações comuns da vida cotidiana, em vez de agradecer.

O que eu faço com isso, então? Ok, então não há nada de bom na minha carne. Isso é realmente uma chatice. Se acabasse aí, estaríamos todos perdidos em desespero e desânimo pelo resto de nossas vidas. Mas não! O apóstolo Paulo teve outra revelação fantástica, sobre a qual ele escreve em 2 Coríntios 5:17: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

Agora é mais parecido com isso! E siga com esta promessa de Deus em Isaías 43: 19, “Eis que farei uma coisa nova, e, agora, sairá à luz; porventura, não a sabereis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.”

Gratidão pelo plano personalizado de Deus para minha vida

Deus tem grandes planos para nós! Ele sabe perfeitamente que eu tenho essa natureza humana podre, mas apesar disso, ele promete fazer algo completamente novo de mim! E como ele planeja fazer isso? Enviando-me provações e circunstâncias sob medida, projetadas por ele apenas para mim, para me salvar do meu pecado. Depois que percebo isso, não tenho motivos para ser ingrata. Deus me ama tanto que ele me envia essas situações para me libertar do meu pecado interior e me ensinar a ser como Jesus. Isso deve me deixar extremamente agradecida!

E Deus não me deixa em uma situação difícil e me deixa em sozinha para descobrir isso. Não, ele me deu sua Palavra, que é uma tremenda arma contra a ingratidão e todos os outros pecados. Basta olhar para este versículo em 1 Tessalonicenses 5:16: “Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”

Em tudo dai graças. Isso é um mandamento de Deus! E Deus não é injusto. Ele não nos dará um mandamento que ele sabe que não podemos cumprir. Então, deve ser possível que eu seja grata, não importa o que aconteça no meu caminho. Ele não escreveu: “em tudo, agradeça, exceto quando algo realmente ruim acontece com você. Então você tem todo o direito de reclamar ou se ofender.

Este é um mandamento libertador! Você percebe o que isso significa para a sua vida? Isso significa que nem uma única situação pode roubar sua gratidão ou sua alegria! Se eu aplicar esse mandamento à minha vida, é possível permanecer alegre e agradecida em cada prova e situação que Deus envia. Que arma!

Os discípulos estavam agradecidos

No livro de Atos, lemos uma história sobre os discípulos de Jesus. Eles foram levados a tribunal por pregar na cidade e depois foram espancados e ordenados a parar de falar em nome de Jesus. Mas leia o que aconteceu:

“Retiraram-se, pois, da presença do conselho, regozijando-se de terem sido julgados dignos de padecer afronta pelo nome de Jesus.” Atos 5:41.

Esses homens acabaram de ser espancados sem motivo justificável! É uma prova um pouco mais difícil do que ter sua transmissão interrompida ou um colega de trabalho receber crédito por algo que você fez. Mas os discípulos usavam a gratidão como arma contra o desânimo e pena de si mesmo. Eles louvaram a Deus por ele querer usá-los para sua obra na terra e voltaram a pregar o evangelho de Jesus.

Com esta arma na minha mão, eu posso cortar toda tentação de ser ingrata. Meus filhos estão sendo difíceis? Sou grata por ter essa chance de aumentar a paciência e o amor pelos meus filhos. Meu carro quebrou? Graças a Deus, ele projetou essa situação para mim, para que eu possa me libertar do amor ao dinheiro e aprender a confiar nele. Com esta nova maneira de reagir às coisas, minha vida pode dar uma volta completa de 180 graus!

Pegue esta arma de gratidão em mãos e todos os seus dias sombrios terminarão. Louvado seja Deus pelo que ele faz por nós!


Mais versículos para usar como armas de gratidão:

“E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.” Colossenses 3:15.

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela ora��ão e súplicas, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” Filipenses 4:6-7.

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto.” Romanos 8:28.

 

Você pode estar interessado em ler mais na nossa página de tópicos sobre agradecimento, ou nos artigos abaixo:

Baixar e-book grátis

O evangelho de Deus

Escrito por Sigurd Bratlie

Graça significa que todo o nosso pecado é perdoado quando o confessamos. Mas ela também significa que nós recebemos poder para obedecer à verdade que Jesus trouxe. Neste livro, Sigurd Bratlie fala sobre isso, mostrando o verdadeiro evangelho de Deus, que é a obediência da fé.