Conselhos de leitura obrigatória sobre como a bondade de Deus pode brilhar através de você

Você deseja participar deste fruto do Espírito?

Escrito por Kaare J. Smith
Conselhos de leitura obrigatória sobre como a bondade de Deus pode brilhar através de você
  • Conselhos de leitura obrigatória sobre como a bondade de Deus pode brilhar através de você
  • (Clique para ouvir uma gravação em áudio deste artigo: conselhos obrigatórios sobre como a bondade de Deus pode brilhar através de você)

    Bondade de Deus: glória de Deus

    Moisés queria ver a glória de Deus, então Deus permitiu que toda a sua bondade passasse diante dele. Aqueles que consideram o bem como algo fraco, humilde e inútil, não conhecem o coração de Deus. Nosso chamado é dar frutos, para que aqueles que estão em nossa presença provem algo em nós da glória de Deus. As pessoas da eternidade – filhos da ressurreição – receberam parte da plenitude de Deus em seu espírito. Somente aqueles que estão cheios do Espírito Santo e da fé são capazes de suportar a glória de Deus. Essas pessoas são capazes de perdoar incondicionalmente, sem estabelecer limitações e sem serem reservadas, medidas ou calculadas.

    Conselho 1: não deixe que outras pessoas afetem sua bondade

    As circunstâncias da vida não devem nos tirar da bondade. Nunca devemos nos tornar maus ou frios. Barnabé conquistou as pessoas através de sua bondade. A bondade é um espírito que flui através de nossas palavras, e a intenção é que penetre no coração das pessoas. Sem Deus, as exortações costumam parecer acusações. Uma pessoa deve receber misericórdia de Deus para dar e receber exortações. Caso contrário, é muito fácil se cansar um do outro.

    Muitas situações surgem com as quais devemos lidar e trabalhar, mas muitas vezes a gentileza e bondade de Cristo ungirão e abençoarão e terão um efeito muito mais poderoso do que as idéias que nos chegam a partir de nossa própria força humana.

    Ao ler as cartas de Paulo, vemos que ele estava em um espírito profético quando trabalhou com pessoas, mesmo aquelas que eram bebês, espiritualmente falando. Ele tinha fé que, assim como a bondade de Deus o levou ao arrependimento, a mesma bondade surgiria por meio de seu ministério e teria o mesmo efeito sobre aqueles a quem servia. A bondade contém a sabedoria de Deus. Portanto, os espíritos dos justos viveram perfeitamente para interceder por nós, para que possamos completar nosso curso em bondade. O Monte Sião é inabalável no bem.

    Conselho 2: Morrer para si mesmo

    A única maneira de desenvolvermos cuidado, amor, bondade, compaixão e empatia é morrendo para nós mesmos. Calor e bondade são condições necessárias para o crescimento. Jesus revelou o Pai por estar cheio de graça e verdade. O corpo de Cristo não é construído através das inclinações humanas e da força do homem. Quando nos encontramos em nossos pensamentos, deve ser em gratidão, bondade, intercessão e alegria. Então vivemos no Espírito da fé. E no amor genuíno podemos, como Deus, chamar as coisas que não existem como se existissem. (Romanos 4: 17-21.)

    Que haja uma temor a Deus nossos corações e um desejo de participar da natureza de Deus. As pessoas precisam ver a misericórdia e a bondade de Deus manifestadas através de nossos corpos. Deus é perfeito em bondade e produz filhos que são como ele. Os traços de caráter do Pai devem se tornar cada vez mais aparentes em seus servos.

    Somos chamados a ser a fragrância de Cristo para Deus. Obviamente, isso deve acontecer em primeiro lugar em nosso próprio lar e em nossa igreja. Uma fragrância de bondade deve emanar de nossas vidas. O efeito da bondade é que outras pessoas também desejam participar da vida de Cristo. Assim como Jesus disse que “quem viu a mim, viu o meu Pai”, as pessoas que encontramos precisam experimentar um encontro com Deus. Enquanto vivermos neste mundo, o mundo deverá ter esperança. Em nós, as pessoas devem encontrar a misericórdia e a graça de Deus.

    O evangelho nos dá promessas de ganhar vida e abundância. Podemos viver e reinar através de um, Jesus Cristo. Portanto, vamos conhecer as riquezas de sua longanimidade e paciência, para que, nas circunstâncias da vida, tenhamos poder para suportar. Toda dureza deve ser amaldiçoada. Para muitas pessoas, a cobiça é tão forte que eles consideram até os próprios filhos um obstáculo, porque impedem sua capacidade de viver por si mesmos. Por causa da busca de honra, uma pessoa pode recorrer à dureza para obter os resultados que deseja. Em outras palavras, algo em nós deve ser destruído para que o coração de Jesus seja revelado à humanidade.

    Conselho 3: Seja grato

    Uma indicação de que temos um bom relacionamento um com o outro é que nossos corações estão transbordando de gratidão. Sem gratidão, podemos nos tornar um pouco distantes e indiferentes, de modo que fica evidente que não estamos muito satisfeitos com nosso irmão e irmã. Então não estamos em condições de exortar ou gritar palavras de encorajamento para a pessoa que está correndo ao nosso lado.

    Nosso chamado é ser sacerdote de acordo com a ordem de Melquisedeque – uma pessoa que não tem expectativas ou exige dos outros, mas que tem o poder de tirar as pessoas de seus pecados, de falsa liberdade e de ilegalidade. Esse é o poder de uma vida incorruptível, uma vida em que a bondade não depende da maneira como os outros se comportam. O verdadeiro conforto é que quem se humilha será exaltado. Jesus abriu este caminho e foi ungido com o óleo de alegria mais do que seus irmãos. Nosso coração deve estar ardendo, para que procuremos de todo o coração participar de uma plenitude maior da vida de Cristo.

    Conselho 4: Seja rápido ao ouvir, demore a falar

    Em nosso trabalho com os outros, podemos conhecer pessoas que estão profundamente desesperadas e e sem esperanças com as circunstâncias da vida. É muito importante que eles experimentem a bondade de nosso espírito e que os escutemos e tomemos um tempo com eles com mansidão. Caso contrário, é muito fácil reagir às palavras deles, mas as palavras de um homem desanimado são como o vento.

    “Quem dentre vós é sábio e entendido” Tiago pergunta. “Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria.” (Tiago 3:13.) A mansidão é uma bondade inesperada e surpreendente de alguém que tem o poder de exercer autoridade. Portanto, tenhamos sempre o cuidado não sermos rápidos demais para agir e expressar nossa opinião. No espírito de mansidão, podemos entrar no coração de uma pessoa de uma maneira boa e ser um verdadeiro benefício para ela. Nunca deve haver nenhum “sistema de baixa pressão” em nosso espírito. O sol nunca deve se pôr em nosso reino. Devo estar perto do meu vizinho se quiser aquecê-lo.

    Há uma necessidade desesperada pela palavra de fé. Contém julgamento, edificação, exortação, orientação e conforto. A bondade de Deus não tem nada a ver com cuidados humanos, efeminados e insolentes. A bondade de Deus nos torna firmes e inabaláveis. Quando desejamos sinceramente servir a Deus e somos zelosos por seu reino, veremos nossa loucura, e uma necessidade de participar da bondade de Deus nascerá dentro de nós.

    Este artigo foi traduzido do norueguês e é uma versão resumida do capítulo “Um agradável sabor a Cristo” no livro “Pastor e Profeta”, publicado em 2004.
    © Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag

    Você pode ter interesse em ler mais em nossa página de tópicos sobre os frutos do espírito, ou nos artigos abaixo.

    Baixar e-book grátis

    O que significa ser cristão

    Escrito por Elias Aslaksen

    ser um cristão é uma vida muito mais profunda do que simplesmente pedir para Jesus entrar em teu coração e acreditar no perdão dos pecados. É uma vida de desenvolvimento e crescimento nas coisas de Cristo. Este livreto apresenta os fundamentos de uma vida cristã muito clara e simplesmente.