Ir para o conteúdo

Como Satanás engana o povo de Deus

Quando Satanás trabalha entre o povo de Deus, ele tira proveito de seus desejos e tendências naturais e das coisas que lhes atraem.
How Satan deceives God’s people

Satanás está muito consciente das coisas do homem. Ele sabe exatamente o que atrai as pessoas e usa esse conhecimento para adaptar os atrativos às suas fraquezas individuais. Para ele entrar no meio do povo de Deus como um leão rugindo seria muito desagradável para eles, mas quando ele vem como um anjo de luz com palavras agradáveis e lisonjeiras e um sorriso no rosto, então é muito difícil para os crentes não serem enganados. . E, ainda assim, não importa de que forma ele venha, ele pressiona impiedosamente em direção ao seu único objetivo, que é levar as pessoas à destruição.

As pessoas servem a Satanás quando procuram o que é próprio e quando vão contra a vontade de Deus e a direção do Espírito

Deus deu a vitória a Israel nos dias de Josué, mas quando Acã tomou das coisas amaldiçoadas, a ira de Deus veio sobre os filhos de Israel, de modo que 3.000 dos homens de Israel tiveram que fugir diante dos homens de Ai. (Josué 7) Deus guerreava por Israel enquanto eles eram obedientes a Ele, mas quando eles obedeciam a Satanás, eles sofreram derrota. Neste caso, Satanás trabalhou através de seus desejos ambiciosos.

Depois que Saul pecou, poupando o melhor das ovelhas e bois, o que Deus havia ordenado deveria ser totalmente destruído, ele disse a Samuel, “Pequei, porquanto tenho transgredido a ordem do Senhor e as tuas palavras; porque temi ao povo, e dei ouvidos à sua voz.” 1 Samuel 15:24 [Enfase adicionada]. Um segundo pecado seguiu logo depois: Saul queria que Samuel agisse como se nada tivesse acontecido e continuasse a honrá-lo diante dos anciãos e do povo de Israel. Satanás explorou os desejos do povo. Essas ânsias eram tão fortes que, embora Saul soubesse qual era a vontade de Deus, por covardia ele obedecia ao povo.

Salomão recebera um coração sábio e compreensivo, de modo que não havia ninguém como ele, antes ou depois dele. (1 Reis 3:12) Mas Satanás o enganou, porque Salomão. “ amou muitas mulheres estrangeiras… Das nações de que o Senhor tinha falado aos filhos de Israel: Não chegareis a elas, e elas não chegarão a vós; de outra maneira perverterão o vosso coração para seguirdes os seus deuses. A estas se uniu Salomão com amor.” 1 Reis 11:1-2. A essa altura, Salomão já havia transgredido o mandamento do Senhor e as conseqüências vieram rapidamente. Pois quando Salomão era velho “suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era perfeito para com o Senhor seu Deus … Assim fez Salomão o que parecia mal aos olhos do Senhor…” 1 Reis 11:4-6. Salomão violou as leis da sabedoria e a sabedoria se afastou dele. Aquele que faz o que é mal aos olhos do Senhor não é mais sábio. Salomão obedeceu mais às suas esposas do que a Deus, e essa foi a sua queda.

Jesus disse a Seus discípulos que Ele deveria ir a Jerusalém e sofrer muitas coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes e dos escribas, e que Ele seria morto e depois ressuscitado no terceiro dia.. “E Pedro, tomando-o de parte, começou a repreendê-lo, dizendo: Senhor, tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso. Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens.’” Mateus 16:22-23. Satanás sabia muito bem que, se Jesus tivesse poupado a si mesmo esses sofrimentos e a morte, Deus não teria sido capaz de ressuscitá-Lo. E se Jesus não tivesse sido levantado, então nossa fé seria em vão, e nós seríamos os mais miseráveis de todos os homens. (1 Coríntios 15:19) Satanás não seria contra isso.

Satanás também está no ataque hoje, onde quer que as pessoas tenham um ponto fraco. Ele usa os desejos que estão em nossa natureza humana corrupta como suas armas. Ele os conhece muito bem e sabe que as pessoas gostam muito de satisfazer suas luxúrias. As Escrituras chamam esse tipo de concupiscência de “desviar-se de Satanás” (1 Timóteo 5:15).

Deus quer fortalecer nossa vontade, purificar nossa mente e nos tornar de caráter forte, firme e resoluto em todos os sentidos. O que mais uma pessoa poderia desejar? Contudo, se nos desviarmos para a vaidade, a moda, a honra, a riqueza, a covardia, a fraqueza, a suavidade, a fraqueza, etc., nos desviamos atrás de Satanás e ele enfraquecerá nosso caráter, para que nos tornemos covardes, mentirosos, rastejantes, chorões, seres miseráveis.

Sabemos que o povo de Deus tem tendências para a vaidade, moda, apostasia, busca de honra e fraqueza, todas as quais servem para remover a cruz e o poder. Isso nos diz que Satanás é extremamente ativo entre o povo de Deus e que é vital agora começar uma batalha contra ele para que possamos obter vitória e poder e permanecer em pé depois de termos superado tudo. (Efésios 6:13)

Esta é uma versão editada de um artigo traduzido do norueguês, que foi publicado pela primeira vez sob o título “Satanás entre o povo de Deus” no periódico Skjulte Skatter (Tesouros Escondidos) da BCC, em janeiro de 1913.
© Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag


Você pode estar interessado em ler mais artigos de Johan Oscar Smith aqui.

Ensinamentos-chave

Descubra como a Palavra de Deus nos desafia e motiva a viver 100% de acordo com a Sua vontade, assim que não precisamos mais cair em pecado, mas que podemos chegar a uma vida de vitória.

Baixar e-book grátis

A noiva do cordeiro, a prostitute e o final dos tempos

Uma interpretação muito clara das profecias testemunhadas por João no livro do Apocalipse. Escrito logo após o final da Segunda Guerra Mundial, o livro é ainda mais relevante no mundo em que vivemos hoje. Ele foca na importância de viver uma vida temente a Deus no tempo antes da volta de Jesus.

Siga-nos