Como devemos orar de acordo com a vontade de Deus?

Como sabemos se as coisas pelas quais estamos orando são a vontade de Deus para nós?

Escrito por James Laing
Como devemos orar de acordo com a vontade de Deus?

Como devemos orar? Orar de acordo com a vontade de Deus

“Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.” Tiago 4:3.

Como devemos orar então? O que devemos pedir? Segundo a Bíblia, devemos poder pedir qualquer coisa, em nome de Jesus, e depois recebê-la. (João 14:13) Mas talvez pareça que as coisas pelas quais estamos orando, ou não acontecem, não acontecem com rapidez suficiente, ou não acontecem da maneira que esperávamos. Por que é assim?

“E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve.” 1 João 5:14 Então, qual é a vontade de Deus?

A vontade de Deus para nós é que devemos chegar ao arrependimento e não perecer. (2 Pedro 3: 9) Em outras palavras, o Seu desejo é que sejamos salvos do nosso pecado! Há uma razão para as situações em que nos encontramos. Embora o nosso entendimento humano não possa geralmente compreendê-lo, cada situação é uma oportunidade para sermos salvos do pecado. Podemos nos perguntar: “Por que isso tem que acontecer comigo?” No entanto, se tivermos essa atitude, isso só leva a inquietação e pensamentos sombrios. Não importa o que nos aconteça, podemos estar em repouso e também super agradecidos, porque sabemos que através disso, Deus vai nos salvar!

Então, quando clamamos a Deus por ajuda, estamos procurando uma saída para a situação, ou estamos procurando ser salvos? Em vez de perguntar “Deus, por favor tire essa situação de mim”, deveria ser “Deus, mostre-me o quanto eu posso ser salvo daqui; Por que você me trouxe para isso? ”Então Ele pode nos mostrar, por exemplo, nossa falta de amor pelos outros, impaciência, inveja, ansiedade ou outras coisas que estão em nossa natureza. O motivo dominante em nossas orações deve ser que a vontade de Deus seja cumprida, em primeiro lugar, para nós mesmos e, em segundo lugar, em nossas orações pelos outros.

Como devemos orar? Orando pela santificação

Nós não sabemos o que é melhor, mas podemos ter certeza de que Deus o faz! Ele é capaz de nos salvar ao máximo! (Hebreus 7:25) Vossos pedidos sejam feitos conhecidos a Deus (Filipenses 4: 6), mas nosso principal pedido deve ser que a Sua vontade seja cumprida em nossas vidas. É assim que Jesus teve. “todavia não se faça a minha vontade, mas a tua.” Lucas 22:42.

Antes de Jesus ser crucificado, Ele disse: “Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu? Pai, salva-me desta hora; mas para isto vim a esta hora. Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho glorificado, e outra vez o glorificarei.”João 12: 27-28. Não foi a oração de Jesus que Ele pudesse ser salvo da situação, mas que Ele pudesse ser salvo na situação. Essa também é a mente de um discípulo. Seja o que for que nos encontra, então nossa mente é “Deus, ajuda-me a ser salvo!” E quando oramos dessa maneira, sabemos que Ele nos ouve. Ele nos mostrará do que precisamos ser salvos e nos mostrará do que precisamos ser purificados.

Podemos orar por cura, por exemplo, e pode ser difícil entender por que isso nem sempre acontece quando é orado. Mas talvez Deus esteja usando essa situação para nos mostrar ansiedade, incredulidade ou para expor outros pecados em nossa carne. Nem todos serão curados, mas todos podem ser salvos! E nesse processo, temos o conforto de saber que Ele nunca nos dará mais do que podemos suportar. (1 Coríntios 10:13)

Então, como devemos orar? Quando entendemos o que Deus quer para nós, não achamos que estamos aqui para “a boa vida” ou até mesmo uma vida confortável. Estamos aqui para sermos salvos! Quando a temos assim, Ele ouvirá nossas orações, podemos ter certeza disso.

 

Você também pode estar interessado em ler mais em nossa página de tema sobre oração, ou nos artigos selecionados abaixo:

Baixar e-book grátis

A graça em Jesus Cristo

Escrito por Sigurd Bratlie

“Quando as pessoas pensam sobre graça, elas geralmente pensam sobre o perdão dos pecados; e como nós todos pecamos, todos nós precisamos de graça.” Sigurd Bratlie inicia este livreto sobre a graça com estas palavras. Contudo, ele continua a descrever detalhadamente que a graça que está em Jesus Cristo quer dizer muito mais que perdão. Ela também quer dizer verdade e ajuda. Ela nos ensina a não pecar, para que possamos ser completamente livres para viver uma vida de vitórias que leva à perfeição.