Acredite no amor de Deus por você!

Podemos aceitar o amor de Deus e, em troca, aprender a amar como ele ama!

Escrito por Tony Jackson
Acredite no amor de Deus por você!

“Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí.’” Jeremias 31:3.

Este versículo é Deus falando a Israel, seu próprio povo especial. É também um versículo para cada pessoa que crer! É um fato – Deus ama você e a mim! É um amor puro; não depende de nós fazermos nada para merecer este amor, ou para ganhar o seu amor. Não é amor humano, muitas vezes com suas exigências e reservas não ditas; é absolutamente puro, pretendendo o melhor para nós.

A maioria de nós está sujeita a sentimentos de inferioridade: sempre há alguém que é melhor do que nós, seja em aparência, personalidade, inteligência, realizações, status social ou circunstância, e assim por diante. Deus não olha para nenhuma dessas coisas. Ele nos fez como somos e quer fazer uma obra dentro de nós, começando de onde estamos, e não de algum objetivo que pensamos que deveríamos ter alcançado antes que Deus nos aceite. Não, não precisamos fazer nada para ganhar o amor de Deus. É oferecido a nós, se nos humilharmos e aceitarmos. Esta é uma das coisas mais transformadoras que uma pessoa pode fazer em sua vida – e se torna o início de uma maneira completamente nova de viver.

Deus quer nos “reconstruir”

A Bíblia continua a dizer em Jeremias 31:4, “Ainda te edificarei, e serás edificada, ó virgem de Israel! Ainda serás adornada com os teus tamboris, e sairás nas danças dos que se alegram.” “De novo ”, diz Deus. Isso deve significar que já fomos construídos!

Davi escreve em Salmos 139:13-16, “Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia. …” Sim, Deus sabia o que estava fazendo quando nos criou no ventre de nossa mãe; cada um de nós foi criado como a pessoa especial e única que somos. Fomos feitos conforme a intenção de Deus; mas ele não terminou seu trabalho conosco. Ele quer nos “reconstruir”!

Nós nascemos com uma natureza pecaminosa, tão pecaminosa que odeia a Deus com veemência. (Romanos 3: 10-18.) No entanto, isso não diminui o amor de Deus por nós e para nós. Ele ama porque é amor e não pode fazer nada além de amar. Nesse estado, ele quer nos reconstruir.

Para o que estamos sendo “reconstruídos”

Devemos nos tornar um povo que ama a Deus em troca de seu amor por nós, e devemos chegar ao ponto em que podemos amar outras pessoas com o mesmo amor! Isso requer uma reconstrução completa! Mas é possível. Vem de aprender a obedecer às leis e mandamentos de Deus. Na verdade, isso é impossível de realizar por nós mesmos; precisamos do poder e da graça de Deus para fazer isso.

Jesus diz essas palavras poderosas, “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.” Mateus 5:43-48.

Quem é capaz de cumprir essas palavras? Jesus fez isso – um homem que foi criado assim como nós; um homem com carne e sangue, com a mesma natureza que todos nós experimentamos: ainda assim, a Bíblia diz, ele não tinha pecado em todas as tentações que sofreu aqui. Pouco antes do fim de Sua vida, Ele concluiu sua oração “sumo sacerdotal” com estas palavras, “… para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja.” João 17:26. E essa oração ainda é relevante hoje – para que “o amor com que me amaste esteja neles e eu neles”. Por meio do Espírito Santo, ele nos dará o poder de vencer nossa natureza pecaminosa, assim como ele venceu.

Vamos nos entregar sem reservas a Deus para que possamos conhecer, pessoalmente, esta grande força transformadora do seu amor. Quando o fizermos, nunca mais seremos os mesmos!

Você pode estar interessado em ler mais em nossa página de tópicos “Deus e eu”, ou conferir nesses recursos que seguem.

 

Baixar e-book grátis

A graça em Jesus Cristo

Escrito por Sigurd Bratlie

“Quando as pessoas pensam sobre graça, elas geralmente pensam sobre o perdão dos pecados; e como nós todos pecamos, todos nós precisamos de graça.” Sigurd Bratlie inicia este livreto sobre a graça com estas palavras. Contudo, ele continua a descrever detalhadamente que a graça que está em Jesus Cristo quer dizer muito mais que perdão. Ela também quer dizer verdade e ajuda. Ela nos ensina a não pecar, para que possamos ser completamente livres para viver uma vida de vitórias que leva à perfeição.