A verdade por trás da salvação: corpo, alma e espírito

Deus quer levar seu espírito à paz e ao descanso. Você vai deixá-lo?

Escrito por Sigurd Bratlie
A verdade por trás da salvação: corpo, alma e espírito

Um ser humano: corpo, alma e espírito

Cada pessoa consiste de um corpo, alma e espírito. É assim que Deus criou cada um de nós:

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” Gênesis 2:7.

Nosso corpo foi formado do pó do solo, e é sustentado por aquilo que cresce a partir do solo. Com o nosso corpo, estamos em contato com tudo o que foi criado. No começo, Deus soprou o espírito da vida nas narinas do homem. Com o nosso espírito, estamos em contato com Deus. O homem não se tornou uma alma viva até que o espírito entrou em seu corpo. A alma é a nossa vida – o resultado da união do corpo e do espírito. Com a nossa alma, estamos em contato com as pessoas.

Separados de Deus

A intenção era que Deus nos levasse pelo nosso espírito; mas então veio a queda e separação de Deus. O homem começou a viver de acordo com as concupiscências de seu corpo. (Gênesis 3: 6) Em vez de o corpo ser um instrumento do espírito a serviço de Deus, o corpo começou a liderar. A conseqüência foi a separação de Deus porque o espírito no homem se tornou um escravo das concupiscências na carne. O fruto da queda é toda a corrupção que vemos no mundo. A corrupção está no mundo pela concupiscência. (2 Pedro 1: 4)

Vazio sem fim

Porque o corpo assumiu a liderança, somos terrestres por natureza – carnais e não espirituais. Nossas vidas estão nas coisas que foram criadas e nós naturalmente adoramos a grandeza deste mundo. Nossa alma – nossos sentidos – giram em torno das coisas visíveis. A verdade é que estamos inquietos nesse estado, e sofremos sob o vazio deste mundo, pois nosso espírito nunca pode se contentar ou se satisfazer com as coisas que foram criadas. Nós naturalmente não entendemos isso por causa da escuridão em que estamos e, como resultado, procuramos distrações e prazer que só aumentam o nosso vazio. Pode-se dizer que temos um gosto do inferno em nossa alma. No entanto, Deus não nos deixou a nós mesmos neste estado! “Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes? Antes dá maior graça.’” Tiago 4:5.

Espiritualmente atento

É possível, através da luz do evangelho, ser convertido a Deus. Em vez de amar nossos desejos, podemos agir de acordo com as palavras de Jesus: “Tome sua cruz diariamente e negue a si mesmo.” Negando a nós mesmos, nosso espírito é libertado do pecado em nossa carne e entramos em comunhão com Deus. E então, quando começamos a nutrir-nos com a Palavra e a oração de Deus, recebemos forças para disciplinar nosso corpo e submetê-lo à submissão. (1 Coríntios 9:27)

Como resultado, nos tornamos espirituais e temos nossa vida – nossa alma – nos lugares celestiais. Começaremos a ter uma noção das coisas invisíveis, que são eternas. Nós saímos desse estado inquieto desse vazio corruptível e chegamos em tesouros incorruptíveis da vida que dão descanso ao nosso espírito. Nós temos um antegozo do céu em nossa alma! A perfeita libertação da alma desse vazio corruptível é o resultado da nossa fé. (1 Pedro 1: 3-4, 9)

Um chamado para cumprir

Jesus nos ensinou a orar: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;.” Mateus 6:10. Jesus cumpriu essa oração nos dias de sua carne. Ele também disse quando veio ao mundo, “‘Mas corpo me preparaste;… Eis aqui venho… Para fazer, ó Deus, a tua vontade.’” Hebreus 10:5-7.  Nós também temos um chamado e uma tarefa para cumprir. Nós também recebemos um corpo. Se nosso corpo não assume o papel principal (com o resultado de que nos abaixamos para viver de acordo com nossas paixões e desejos), mas é apresentado como um sacrifício vivo, santo e aceitável para Deus, então nós espalhamos o reino de Deus. Aceitamos a vontade de Deus através do nosso espírito e a realizamos com o nosso corpo. O fruto dessa cooperação é uma vida celestial, uma alma salva.

A morte não terá poder

Jesus disse: “Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram… Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6:32-33. Os pagãos procuram o que o corpo precisa. Essa é a principal preocupação deles. Os animais fazem o mesmo. Mas devemos agir de maneira diferente. Precisamos manter em mente a nutrição e o bem-estar de nosso espírito. Nós devemos buscar o reino de Deus primeiro! Se fizermos isso, então Deus providenciará nosso corpo. Se fizermos isso, seremos salvos de toda a ansiedade que assola o mundo.

Esta libertação do espírito do pecado na carne é uma ressurreição, e somente aqueles que participam desta salvação terão uma parte na primeira ressurreição. Eles são abençoados e santos, “Esta libertação do espírito do pecado na carne é uma ressurreição, e somente aqueles que participam desta salvação terão uma parte na primeira ressurreição. Eles são abençoados e santos,.” Apocalipse 20:6. Somente através desta salvação o Deus da paz nos santificará completamente, de modo que nosso espírito, alma e corpo possam ser preservados inculpáveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. (1 Tessalonicenses 5:23)

 

Este artigo foi traduzido do norueguês e é uma versão editada do artigo “Espírito, Alma, Corpo”, que apareceu pela primeira vez no periódico “Tesouros Escondidos” do BCC em março de 1942.
© Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag | activechristianity.org

Você pode estar interessado em ler mais no nosso link sobre salvação e santificação, ou nos artigos selecionados abaixo:

Baixar e-book grátis

Uma tão grande salvação

Escrito por Sigurd Bratlie

O apóstolo que escreveu o livro aos Hebreus o chama de “uma palavra de exortação”. O objetivo deste livreto é amplificar e expandir sobre esta exortação, trazendo fé e salvação a todos aqueles que têm um chamado celestial. Todos aqueles que seguem à exortação do livro aos Hebreus podem alcançar esta grande salvação.