Posto em liberdade, mas levado cativo, ao mesmo tempo?

Qual é a diferença entre a lei do pecado e a morte e a lei do pecado em nossos membros?

Posto em liberdade, mas levado cativo, ao mesmo tempo?

“Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.” Paulo diz em Romanos 8: 2. No entanto, ele diz que ele é levado cativo pela lei do pecado em seus membros. (Romanos 7:23) Podemos ser livres do pecado e sermos capturados por ele ao mesmo tempo? Qual é a diferença entre essas duas leis?

A lei do pecado e da morte

Não há condenação para nós que estamos em Cristo Jesus, porque fomos libertos pela lei do Espírito da vida em Cristo Jesus, da lei do pecado e da morte. (Romanos 8: 1-2) A lei do Espírito é a lei mais forte. Todas as outras leis devem estar sujeitas a ela quando ela entrar em vigor. Nós fomos libertos da lei do pecado e da morte quando estamos em Cristo Jesus. Jesus Cristo é como uma forte fortaleza onde o diabo não pode penetrar. Quando andamos no Espírito, em oração e em adoração a Deus, então sentimos que a lei do pecado e da morte apenas se levanta. Isso significa que há um fim em cometer um pecado intencional.

Leia também: O que é pecado?

Mas em nossa caminhada, ainda podemos cair em pecado – talvez fôssemos fracos ou não suficientemente alertas. Quando cometemos pecado e não nos purificamos imediatamente e pedimos perdão, então a lei da morte entra em vigor e tem efeito sobre nossa consciência – nossa consciência não é mais tão forte. Se continuarmos pecando intencionalmente, nos afundamos cada vez mais na lei da morte, para que nossa consciência não nos afete mais. Demora muito mais antes disso. Mas através da poderosa lei do Espírito em Cristo Jesus, somos libertos disso. A lei do pecado e da morte é colocada fora de ação quando estamos em Cristo Jesus, andando em obediência ao Espírito. (Romanos 8: 1-2)

A lei do pecado em nossos membros

Mesmo assim, não fomos libertados da lei do pecado em nossos membros. Isso vem do corpo do pecado, nossa carne – que herdamos de nossos antepassados e que entrou na queda no Jardim do Éden. Jesus nunca cometeu pecado, mas mesmo assim Ele era um homem o qual estava ciente das inclinações para o mesmo que havia em sua natureza humana. Ele precisava odiá-lo e colocá-lo na morte em sua carne, para que nunca entrasse em seu coração e o tornasse impuro. É esse o caminho que temos que ir.

Somos levados cativos pela lei do pecado em nossos membros, em que fazemos e dizemos coisas que absolutamente não deveríamos ter dito ou feito. É como se ele viesse direto do nosso corpo. Nós nem somos tentados; Definitivamente, não queremos dizer isso, mas acaba saindo. Estas são as ações do corpo. É por isso que sentimos que às vezes dizemos algo que é tão doloroso, mesmo para aqueles que amamos, e o resultado pode ser que estamos quase em desespero por nós mesmos.

Mas o que devemos fazer então? Nós não estamos livres da lei do pecado em nossos membros antes de partirmos desta terra. Enquanto estivermos vivos, sentiremos que fazemos as coisas que odiamos. (Romanos 7:15) Não conscientemente, mas é o reino inconsciente do corpo do pecado que ainda não foi morto e que quer sair.

O que devemos fazer

Temos que chegar a um reconhecimento – é assim que é. Nós fizemos o que odiamos. Quando servimos na novidade do Espírito, Deus fala conosco sobre esses atos do corpo, através do Espírito Santo. E quando estamos de acordo e odiamos essas ações, então o ódio dá à luz a morte. No poder do Espírito, podemos matá-lo. Mas precisamos fazer por nós mesmos, pelo Espírito; o Espírito não fará isso por nós.

“Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes  as obras do corpo, vivereis.” Romanos 8:13.

Nós mesmos precisamos estar de acordo com o Espírito, e então podemos odiar essas ações e nos afastar delas. Então chegamos ao crescimento nas virtudes de Cristo. Deste modo, a santificação começa. E quando continuamos com isso, as virtudes crescem mais e, por sua vez, isso resulta em natureza divina. E isso cria melhor comunhão.

Este é o caminho da cruz. É o caminho da vida para todos nós. Nenhum de nós vai escapar disso. Como seres humanos, fomos vendidos sob o pecado, mas Deus salva pessoas miseráveis. Se podemos reconhecer que somos miseráveis, então somos um daqueles que Deus salva e abençoa. Então, não tenha medo do fato de que você tem pecado em sua carne, mas permaneça nesse ódio quando o sentir dentro de você em sua própria vida. Então você vai viver.

Este artigo foi traduzido do norueguês, e é inspirado em uma fala de Kaare J. Smith de 14 de Março de 2019.

Você pode estar interessado em ler mais em nosso arquivo sobre Estudo bíblico e comentários, ou nos artigos abaixo.

 

Baixar e-book grátis

Uma tão grande salvação

O apóstolo que escreveu o livro aos Hebreus o chama de “uma palavra de exortação”. O objetivo deste livreto é amplificar e expandir sobre esta exortação, trazendo fé e salvação a todos aqueles que têm um chamado celestial. Todos aqueles que seguem à exortação do livro aos Hebreus podem alcançar esta grande salvação.