Perdão e “muito mais” salvação

O que é salvação? É somente o perdão dos pecados através da morte de Jesus, ou há mais a respeito disso?

Perdão e “muito mais” salvação

(Click to listen to an audio recording of this article “Forgiveness and ’much more’ salvation”)

O entendimento comum da salvação é receber a reconciliação e o perdão dos pecados através da morte de Jesus por nós. Esse certamente é o começo da salvação, mas há mais na salvação do que fé? O que Paulo quer dizer quando escreve que fomos salvos pela morte de Jesus, mas ainda mais, fomos salvos por Sua vida? (Romanos 5:10)

O perdão dos pecados é a purificação externa, que nos purifica dos pecados que cometemos para que sejam apagados de uma vez por todas. Mas isso, por si só, não nos prepara para sermos úteis para todo bom trabalho, como deveríamos ser. (2 Timóteo 3:17) Deve haver uma limpeza interior antes de sermos completamente puros. Buscamos a limpeza interior porque passamos a amar a Deus e queremos participar de Sua natureza. (2 Pedro 1: 3-4) Para isso, precisamos participar dessa salvação “muito maior”. Há mais na salvação do que reconciliação e perdão.

Salvo por sua vida: há mais para a salvação

Paulo escreveu sobre a salvação em Romanos 5:10, “Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.”

Infelizmente, essa salvação “muito maior” é pouco compreendida. O que significa ser salvo pela sua vida? Jesus disse, “quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto.” João 15:5. Esses são os frutos do Espírito sobre os quais lemos em Gálatas 5: 22-23, que resultam da crucificação da carne com suas paixões e desejos (v.24). Nós temos o poder de fazer isso se temos o Espírito de Jesus habitando em nós.

Para ler mais sobre ter o Espírito habitando em nós, leia este artigo: What is the baptism of the Spirit?

Paulo nos exorta em Filipenses 2:12 a trabalhar nossa própria salvação com temor e tremor. Mas não estamos tentando nos salvar então? Certamente não! Diz no próximo verso “Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.” Filipenses 2:13. Essa é a graça de Deus, pois sem Ele não podemos fazer nada. (João 15: 5)

Todos gostariam de ser gentis, amáveis e pacientes, mas o que torna tão difícil viver isso em todas as situações da vida? É nosso pecado – nosso orgulho e nossa própria vontade e desejos. Quando Deus trabalha em nós para fazer a Sua boa vontade e para crucificar a nossa vontade e egoísmo, podemos facilmente nos tornar indispostos. É por isso que Paulo continua dizendo “Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas;.” Filipenses 2:14.

Salvação completa: Possua a terra prometida

Na Bíblia, lemos uma ilustração dessa falta de vontade quando o povo de Israel devia possuir a Terra Prometida. Pelo poder de Deus, eles haviam abandonado o Egito, que é uma imagem do mundo, e foram salvos nesse sentido. Mas quando Deus os instruiu a tomar a batalha e possuir a Terra Prometida, eles se queixaram, disputaram e se rebelaram. Se Deus tivesse destruído seus inimigos por eles, eles teriam possuído a terra alegremente, porque eles reconheceram que a terra era boa e seus frutos eram bons. Mas eles disseram que era muito difícil – os gigantes eram grandes demais e as cidades muito fortes. E então eles se recusaram a obedecer. Em vez de “plena salvação” – posse da Terra Prometida – eles foram condenados a vagar pelo deserto pelos próximos 40 anos.

Se eles tivessem obedecido quando Deus Todo-Poderoso estava trabalhando neles, eles teriam tomado seus inimigos como pão, como Josué profetizou. Quando eles foram orientados a voltar para o deserto, eles mudaram de ideia e queriam ir e tomar a terra depois de tudo, mas Deus não estava mais trabalhando neles. Eles não tinham graça sobre eles e estavam irremediavelmente encaminhados. Podemos ler tudo sobre isso em Números 13 e em Números 14.

Portanto, não nos contentemos em apenas sermos salvos do Egito (o mundo) e depois passarmos o resto de nossa vida cristã perambulando pelo deserto, nunca possuindo a Terra Prometida – a vida de Cristo com o fruto do Espírito. Não, vamos nos apegar a essa salvação “muito maior” pela fé e obediência aos sussurros do Espírito de Deus dentro de nós, para que pelo Espírito nós levemos à morte o pecado que habita em nosso corpo. (Romanos 8:13) Então viveremos!

Essa é a verdadeira salvação!


Outras leituras em nosso arquivo sobre salvação e santificação, ou nos artigos selecionados abaixo:

Baixar e-book grátis

Uma tão grande salvação

O apóstolo que escreveu o livro aos Hebreus o chama de “uma palavra de exortação”. O objetivo deste livreto é amplificar e expandir sobre esta exortação, trazendo fé e salvação a todos aqueles que têm um chamado celestial. Todos aqueles que seguem à exortação do livro aos Hebreus podem alcançar esta grande salvação.