Paulo, Pedro, João: Nossos irmãos!

Podemos ter ministérios diferentes, mas a vida dos apóstolos não é de modo algum inatingível.

Escrito por Arild Tombre
Paulo, Pedro, João: Nossos irmãos!

No cristianismo, os apóstolos são muitas vezes chamados de São Paulo, São Pedro, São João, etc. Ao fazer isso, eles criaram uma designação que faz com que as pessoas – tanto cristãos como não cristãos – pensem que esses servos do Senhor estão tão longe além do nosso alcance, tornando-se  inimaginável caminhar em seus passos. Chamar os irmãos sagrados é mais apropriado, porque é o que são. Quando lemos suas epístolas, vemos que elas estão escrevendo para seus irmãos. Entre outras coisas, Paulo escreve: “Sejam meus imitadores, como também eu de Cristo“. 1 Coríntios 11: 1.

Para seu irmão e colaborador, ele escreve: ” Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência,
…” 2 Timóteo 3:10. Este é o testemunho de um irmão para o irmão. Essas palavras não nos deixam com a impressão de que somos confrontados com um “São Paulo” inacessível, a quem ninguém pode seguir..

Quando lemos as escrituras desses irmãos, sabemos, claro, que eles eram apóstolos. Sabemos que eles eram poderosos instrumentos na mão de Deus. No entanto, vamos nos proteger contra o pensamento enganoso e a compreensão de que eles existem em um avião inacessível que nos torna impossíveis caminhar nos mesmos passos. É verdade que não temos o seu ministério, mas somos chamados a seguir a vida de Cristo que eles viveram: ” e vos anunciamos a vida eterna,… para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo “. 1 João 1: 2-3. E João escreve: ” Eu, João, que também sou vosso irmão …” Apocalipse 1: 9.

Estes santos homens e servos de Deus são nossos irmãos, e Jesus, o próprio Mestre, não se envergonha de chamar de irmãos aqueles que vivem em santificação, o que também é o que esses homens fizeram. (Hebreus 2:11) O templo sagrado, que é a igreja de Deus, tem os apóstolos e profetas como fundamento e a principal pedra angular, a qual tudo está alinhado, é o próprio Jesus Cristo. (Efésios 2: 19-22)

Na epístola de Pedro, somos exortados a ser edificados como pedras vivas para ser uma casa espiritual. (1 Pedro 2: 5) Para estas “pedras vivas”, é de extrema importância como reagiu a pedra de esquina, onde os seus passos conduzem, e onde os passos dos apóstolos conduzem, e que somos exortados a seguir. Nós devemos encaixar na construção junto com todas as outras pedras que, ao longo do tempo, foram esculpidas de acordo com a Palavra de Deus. Nestes dias, a exortação para nós é: “Ame a irmandade”. Essa irmandade começou com a pedra de esquina, e a fundação continua nestes dias através do temor á Deus de homens e mulheres fiéis. Deixe-nos amar essa irmandade e provar o nosso amor com esse mesmo temor a Deus e com a santa conduta que esteve nestas pedras sagradas dos dias dos apóstolos até hoje.

Em Filipenses 3, onde Paulo nos exorta a ser seus seguidores e a notar os que andam como eles como exemplo, vemos como ele próprio aprendeu seguindo os passos do Mestre, de andar como ele, tendo o exemplo de Jesus . Este é Paulo, nosso irmão. Ele podia dizer: “Imite-me, assim como eu também imito a Cristo”. Ele testemunha que não tinha alcançado tudo, mas que ele buscou o objetivo de alcançar a coroa da vitória que ele foi chamado para ganhar.

Nosso irmão Pedro também estava atento aos passos de Jesus, e ele chama a atenção para o exemplo que Jesus nos deixou: ” para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano. “. 1 Pedro 2: 21-22.

Ame a irmandade …” Isto é o que Pedro escreve no versículo 17. João escreve: ” Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.”. 1 João 3:18. É a verdade e a verdade que caracterizam a casa de Deus desde a base até o teto.

Esta é uma versão adaptada de um artigo que foi publicado pela primeira vez com o título “Nossos Irmãos Paulo, Pedro, João …” em norueguês no livreto “Skjulte Skatter” (“Tesouros escondidos”) de BCC em março de 2016.

© Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag

Baixar e-book grátis

Uma tão grande salvação

Escrito por Sigurd Bratlie

O apóstolo que escreveu o livro aos Hebreus o chama de “uma palavra de exortação”. O objetivo deste livreto é amplificar e expandir sobre esta exortação, trazendo fé e salvação a todos aqueles que têm um chamado celestial. Todos aqueles que seguem à exortação do livro aos Hebreus podem alcançar esta grande salvação.