O que significa temer a Deus?

Como podemos crer que Deus nos ama e, ao mesmo tempo, devemos temê-lo?

O que significa temer a Deus?

Mais e mais na Bíblia, somos exortados a temer a Deus, a ter o temor do Senhor, a viver em temor á Deus. Mas por que deveríamos temer a Deus? Deus não é amor? No entanto, 1 João 4:18 nos diz claramente que: “No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor.”

Como podemos crer que Deus nos ama e, ao mesmo tempo, devemos temê-lo?

Reverência e temor á Deus

O temor de Deus não é o mesmo que o medo de um tirano ou de um ditador. Não precisamos temer a ira dele, a menos que temamos punição devido a uma má consciência e a um coração impenitente por causa do pecado. (Romanos 2: 5-9)

Temer a Deus é absoluta reverência e admiração por um Deus Todo-Poderoso, o Criador de todas as coisas. Na Bíblia, temos alguns vislumbres no céu, e vemos as criaturas celestiais adorando-o ao redor de Seu trono continuamente, gritando “Santo, Santo, Santo!” E cobrindo seus rostos. Esse Deus Todo-Poderoso me chamou pelo nome para servi-lo, e está trabalhando em mim para que eu possa ser salvo para estar com Ele por toda a eternidade. Isso deve causar um amor inexprimível e gratidão e reverência deve crescer e aumentar em meu coração!

Isso nos faz temer pecar contra Ele, porque não queremos mais nada neste mundo do que agradar a Ele, e trazer honra ao Seu nome. Temos medo de causar-lhe tristeza ou pesar, saber quão incrivelmente miserável é o pecado, quanto Deus o odeia e quanto isso o machuca quando pecamos.

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma, Que guardes os mandamentos do Senhor, e os seus estatutos, que hoje te ordeno, para o teu bem?” Deuteronômio 10:12-13.

“O temor do Senhor é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio.” Provérbios 8:13.

Temer a Deus é:

  • Ter a devida reverência e admiração por Ele, então fazemos o que for necessário de nós para servi-Lo. (Salmo 89: 7; Hebreus 12: 28-29)
  • Estar diante de Seu rosto em tudo que fazemos para agradar a Ele, sem nos permitir sermos influenciados por querer a boa opinião das pessoas. (1 Pedro 1: 24-25)
  • Saber que não damos conta a ninguém além de Deus, por nossas ações.
  • Temer agir contra a Sua vontade.
  • Temer desonrá-lo com nossas ações. Isso fará com que agimos corretamente e com amor e bondade ao próximo.
  • Ter medo de deturpar Ele ou a Sua Palavra no mundo.
  • Temer tomar o peso e a importância do que Deus nos chamou, e o ministério que Ele nos deu, com leviandade.
  • Um ódio pelo pecado; uma seriedade sobre como é enormemente pecaminoso. (Romanos 7:13)
  • Amá-lo de todo o nosso coração, de toda a nossa alma e de toda a nossa força, e de guardar os Seus mandamentos. (Deuteronômio 6: 4-5; Deuteronômio 10: 12-13; Mateus 22: 36-38)

Sem temor

Se não temermos a Deus, não levaremos o pecado a sério. As conseqüências do pecado são enormes. Na justiça de Deus, mesmo quando fomos perdoados por nossos pecados, ainda temos que colher os resultados de ter cometido pecado. (Gálatas 6: 7-8) É verdade que Deus está imensamente cheio de graça e longanimidade para nós, e que Jesus morreu para nossa salvação, para que nossos pecados sejam perdoados quando nos arrependermos deles. E certamente precisamos disso, pois a santificação e a libertação do pecado são um processo em que estamos. Mas usar isso como uma desculpa para o pecado mostraria falta de temor á Deus; falta de amor por Deus. De fato, esta é a razão pela qual tememos e amamos a Deus:

“Se tu, Senhor, observares as iniquidades, Senhor, quem subsistirá?
Mas contigo está o perdão, para que sejas temido.”
 Salmos 130:3-4. Quando pesamos nossas palavras e ações na balança do temor á Deus, então ganhamos sabedoria e compreensão e virtude, porque então aprendemos e fazemos a vontade de Deus. A falta de temor á Deus nos leva a fazer nossa própria vontade. Esse desrespeito a Deus nos torna tolos e não leva a nenhum tipo de crescimento espiritual.

Se realmente tememos a Deus, isso nos leva a um profundo relacionamento amoroso pessoal com Deus. Está escrito: “Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás.” Lucas 4:8. Essa relação que temos com Ele será levada para a eternidade.

“Por isso, tendo recebido um reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente, com reverência e piedade;” Hebreus 12:28.

“De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem.” Eclesiastes 12:13.

Você pode estar interessado em ler mais em nossa página sobre relacionamento com Deus, ou no artigo abaixo:

Baixar e-book grátis

O evangelho de Deus

Graça significa que todo o nosso pecado é perdoado quando o confessamos. Mas ela também significa que nós recebemos poder para obedecer à verdade que Jesus trouxe. Neste livro, Sigurd Bratlie fala sobre isso, mostrando o verdadeiro evangelho de Deus, que é a obediência da fé.