O guia absolutamente comprovado de amizade entre Maria e Isabel

A história de Maria e Isabel na Bíblia pinta uma imagem do melhor dos relacionamentos. O que fez a amizade delas tão sólida?

O guia absolutamente comprovado de amizade entre Maria e Isabel

O que é uma amizade verdadeira? Não é aquela em que o amor não falha, não importa o aconteça? Onde coisas como inveja, ofensa e amargura não podem separar os amigos?

A história de Maria e Isabel, contada em Lucas 1, é um exemplo de amizade genuína que brilha até o nosso tempo.

Maria e Isabel eram excepcionalmente tementes a Deus. Ambas tinham encontrado graça diante de Deus e ambas foram escolhidas por Ele para tarefas especiais.

Maria e Isabel encontraram graça com Deus

Isabel estava grávida naquela época com João Batista. Deus havia confiado a ela a tarefa de ser a mãe de um homem que havia sido profetizado sobre gerações anteriores. Ela havia encontrado grande graça com Deus por causa de seu temor divino.

No entanto, como sabemos, Maria recebeu uma missão ainda maior. Depois que o anjo a visitou e ela ouviu a extraordinária notícia da graça que vinha em sua direção, correu para a casa de Isabel e compartilhou sua alegria com ela.

Isabel recebera muito, mas Maria recebera algo muito maior; ela deveria trazer o Salvador do mundo, Jesus Cristo, para o mundo. Você poderia dizer que Maria era mais exaltada que Isabel.

Se houvesse alguma inveja no coração de Isabel, ela não teria apreciado muito o anúncio de Maria. Se ela estivesse carente de amor, ela poderia facilmente ter se tornado amarga. Mas isso não é o que está escrito! Ele diz que ela estava tão entusiasmada em sua alegria que o bebê que ela estava carregando realmente pulou de alegria em seu ventre! Quando Maria compartilhou suas novidades, a excitação de Isabel foi tão grande que ela ficou cheia do Espírito Santo e exclamou: “Abençoada é você entre as mulheres!”

Uma visita especial

O diálogo entre as duas mulheres naquele momento era apenas de alegria e louvor. Isso não teria sido possível se as duas não tivessem corações completamente puros, livres de orgulho, inveja ou qualquer outra coisa que fizesse o amor esfriar.

Maria ficou com Isabel em sua casa por cerca de três meses. Indo pelas palavras que elas trocaram naquele primeiro dia, deve ter sido alguma visita! Deve ter sido cheio de alegria, amor e verdadeira comunhão.

Quão sinceramente Maria e Isabel devem ter amado a Deus! Como isso deve ter aumentado sua capacidade de ter uma amizade sólida, pura e amorosa. Quanto elas devem ter esperado pelo nascimento de seus filhos! Seu temor á Deus deve ter sido incomparável, uma vez que ambos tiveram filhos que eram instrumentos indispensáveis de salvação!

A próxima geração

E é claro que sabemos que o relacionamento amoroso que Maria e Isabel compartilharam continuou para a próxima geração. O coração de João Batista era tão livre de inveja que ele podia dizer de Jesus: “’Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar a correia das alparcas; esse vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.” Lucas 3:16. E: “Aquele que tem a esposa é o esposo; mas o amigo do esposo, que lhe assiste e o ouve, alegra-se muito com a voz do esposo. Assim, pois, já este meu gozo está cumprido. É necessário que ele cresça e que eu diminua.” João 3:29-30.

Ele “herdou” seu coração sem inveja de sua mãe. Que bênção incrível receber tal herança! Uma alma de todo o coração e temente a Deus pode afetar gerações sucessivas por até 1000 gerações. (Êxodo 20: 6) Quão preciosas são estas almas!

Podemos ser muito gratos por Maria e Isabel e pelas tarefas que realizaram por causa de seu temor á Deus. E ainda mais, podemos seguir os exemplos que elas estabelecem para nós e deixar o amor divino governar em nossos corações, para que todos os nossos relacionamentos possam ser puros e possamos ter verdadeira comunhão!


Você pode estar interessado em ler artigos mais inspiradores em nosso link sobre pessoas na bíblia. Veja os artigos selecionados sobre Maria abaixo:

Leia a história de Maria e Isabel em Lucas 1.

 

Baixar e-book grátis

O que significa ser cristão

ser um cristão é uma vida muito mais profunda do que simplesmente pedir para Jesus entrar em teu coração e acreditar no perdão dos pecados. É uma vida de desenvolvimento e crescimento nas coisas de Cristo. Este livreto apresenta os fundamentos de uma vida cristã muito clara e simplesmente.