As tremendas possibilidades de ter Jesus como nosso advogado

VÍDEO: “…, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis.” Uma mensagem poderosa sobre nossas possibilidades como cristãos perdoados!

Advogado junto ao Pai: Jesus Cristo, o justo

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” 1 João 2:1.

Em continuação da mensagem de Gary Fenn de Jesus como nosso advogado, Philip Derkatch concentra o foco em uma parte muito importante desse verso:

“E nosso objetivo é que não pequemos! Nosso objetivo é que realmente nos tornemos como Jesus, nos Seus passos. Os cristãos são chamados cristãos porque são como Cristo foi, diz. E esse é o objetivo, ser como nosso Mestre. Queremos ser como ele!

O melhor advogado de todos os tempos

“Temos o melhor advogado de todos os tempos lutando pela nossa causa! Ele está lutando e nos defendendo, e se Ele é por nós, quem pode ser contra nós? Se Ele está conosco, o que pode prejudicá-lo? Portanto, com ousadia, poderíamos estar cheios desse espírito de fé e aprender a seguir Seus passos, para que possamos cumprir esses versículos: ‘e não pecar’. É possível para aqueles que querem isso com toda a vida. Esse é o objetivo dele! Por isso Ele veio à terra. Que Ele poderia ter muitos irmãos seguindo Seus passos. ”

É importante ver que nesse versículo João não diz “quando alguém pecar”, como se fosse uma conclusão precipitada, mas “se alguém pecar”. Nossa fé e nosso objetivo são a vitória sobre o pecado, e se devemos cair, nosso advogado está lá para nós. Mas nosso objetivo é não cair, e a queda se torna cada vez menor à medida que seguimos Seus passos e aprendemos dele.

Assista e ouça toda a mensagem aqui e leia toda a transcrição abaixo.

Transcrição:

Quero agradecer a Deus pelo que ouvimos aqui nesta manhã, tão claramente. E eu gostaria de ler isso um pouco novamente em 1 João 2: 1: “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis“. Esse é o objetivo. É claramente indicado lá. Esse é o desejo dele. “ e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.”

São tremendamente boas notícias, que temos esse advogado, esse advogado, no canto, defendendo nossa causa. E é assim que geralmente é no tribunal. Você tem o promotor, ou acusador, e sabemos quem é esse, nos acusando de fazer algo. E depois ter esse advogado. Não precisamos responder a ele. Nosso advogado luta por nós. E, como ouvimos tão claramente, Ele nos conhece intimamente. Este Sumo Sacerdote que conhece todas as nossas fraquezas. E Ele nos defende, porque vê o nosso coração, vê a nossa intenção. Qual é a nossa intenção? Para não pecarmos. Esse é o objetivo.

Mas a verdade é que todos sabemos através de experiências que começamos a andar como aquela criança pequena e, é claro, caímos. E então lamentamos, porque queremos claramente andar. Quando uma criança cai, a mãe não sai por aí dizendo à amiga ou á vizinha: “Ah, a propósito, meu filho está caindo o dia todo.” Ela diz: “Meu filho está começando a andar!” Ela está tão animada: “Ele pode andar! E sim, ele cai de vez em quando ainda. Quase nunca! ”Em quatro ou cinco dias, você pode ver que ele começa a melhorar. Ele começa a andar, porque o objetivo é que ele ande! E nosso objetivo é que não pecamos! Nosso objetivo é que realmente nos tornemos como Jesus, nos Seus passos. Os cristãos são chamados cristãos porque eram semelhantes a Cristo, diz. E esse é o objetivo, ser como nosso Mestre.

E, é claro, dessa maneira, experimentamos essas quedas. Mas nosso objetivo não é ficar abaixado, como ouvimos, e mergulhar. Nosso objetivo é continuar andando. E você conhece crianças, elas querem andar e querem correr, muito rápido. E elas gerenciam isso porque são zelosas em chegar lá. Elas realmente querem chegar lá em cima. Então eles caem por alguns dias ou algumas semanas e caem. E então elas começam a correr. E então elas caem novamente, então elas correm e correm e correm! Parece que elas nunca param de correr! Porque esse é o objetivo delas. Elas querem chegar lá! E é assim que somos. Queremos ser como ele!

Mas estou tão feliz por termos esse advogado, Jesus Cristo, o justo. E devemos manter isso como nosso fundamento. Que Ele nos perdoou. Ele veio até nós enquanto ainda éramos pecadores. Nós não o amamos; Ele nos amou primeiro! Esse amor foi um caminho. Não foi recíproco. Era toda a Sua bondade para nós antes que os fundamentos fossem formados nesta terra. Ele chamou você e eu. Que amor tremendo e incondicional!

E aí está escrito; Paulo escreve aos efésios com muita força. Eu acho que isso significava muito para ele. Você leu isso em Efésios 2: 1: “E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,“. É assim que é. Não importa o quão nobre é um povo de onde viemos, qual é o nome da nossa família, quão religiosos éramos, quão religiosos nossos antepassados eram. Certa vez, estávamos mortos em ofensas e pecados e Ele nos fez vivos! Quando você está morto, não pode fazer nada sobre isso. Então, essa era uma maneira. Completamente imerecido.

E parece quase fantástico o que ouvimos aqui. Está escrito no profeta que Ele viu nossos pecados e nos viu enquanto ainda éramos pecadores, e por causa dessa tremenda tristeza que tínhamos em nosso coração, tivemos um profundo arrependimento e perdão que pedimos, que Ele poderia nos perdoar. E Deus é tão incrível, como ouvimos, que ele a lançou no mar e apaga todas as nossas transgressões. Porque Ele era a propiciação. Ele era o expiador de nossos pecados. Ele. Ele pagou o preço. Em Seu corpo, Ele carregava nossas transgressões. Dizia que Ele foi esmagado por nossas transgressões. Ele foi ferido por nossas iniquidades. Então ele pagou o preço. Nós nunca poderíamos pagar esse preço. Mas sentimos um tremendo endividamento. E queremos cumprir, como ouvimos na canção, as leis de Jesus. Seus mandamentos, queremos cumprir! Não são mandamentos da lei, de Moisés, são mandamentos de Jesus e nosso desejo é cumpri-los! E para ser vivificado no espírito. E não pecar, para agradá-lo, para que nunca tenhamos essa separação com Deus Pai que experimentamos uma vez.

E você pode ver isso aqui no versículo 4: “Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,
Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),…”
E então diz no versículo 6: “… E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;…” Que tremenda graça! Ele nos vivificou. Não fizemos nada. Pela graça somos salvos. E então diz em 7: “… Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;.”

Então, alguém pode se gabar aqui de que foi perdoado por seus pecados? Alguém pode se orgulhar disso, que eu fui perdoado de meus pecados? Isso me faz tão diferente, por natureza, que os outros? Não! Estávamos perdidos! Nós estávamos mortos em nossas transgressões. E nosso Senhor e Salvador, sumo sacerdote que nos entende, pagou um preço por nós e se entregou como oferta de culpa. Nós não encontramos um animal e o sacrificamos para sermos perdoados dos nossos pecados. Jesus Cristo, o justo, o justo morreu pelos injustos. Os piedosos morreram pelos ímpios. E nós O amamos. Sabemos que Ele nos ama e queremos agradá-lo.

E pode ser que já tenhamos sido perdoados por nossos pecados, mas é claro que aprendemos a andar. Mas há também os pecados inconscientes, que podemos ouvir em nosso tom de voz depois. O que dissemos, o que fizemos, afeta as pessoas. E, claro, o acusador diz: “Ah! Você disse isso! ”E você disse isso. Você não quis dizer isso. Você nem se lembra de ter sido tentado, talvez. Mas você disse isso. E então o acusador chega: “Veja isso! Você é culpado de acordo com isso, você disse isso, você fez aquilo, mostrou impaciência a alguém. ”Oh, agradeço e louvo a Deus por termos esse advogado, aquele advogado lutando por nós! Como ouvimos tão clara e poderosamente. Ele diz: “Esse é meu verdadeiro filho! Essa é minha verdadeira filha! Eles querem ser como eu. Eles ainda têm pecado em sua carne para vencer. E vamos trabalhar com eles. Lute por eles. E eu vou poder interceder por eles, até que eles vivam esta vida que eu vivi nos dias da minha carne. ”

Portanto, temos este tremendo Sumo Sacerdote. Nós temos aquele que pagou a expiação por nossos pecados. Foi um presente de Deus. Não vamos tratá-lo com leviandade, esse tremendo presente, dando-nos a vida dele. Nós retribuímos sendo fiéis a Ele, fiéis a Seus mandamentos. E não voltamos várias vezes e dizemos: “Não importa se eu pecar, apenas seremos perdoados. Realmente não importa. ”E um pode ser desleixado e morno. É aquele que quer ser como Jesus? Será que alguém vai aprender a andar? Claro que não! Eles serão como ouvimos. Ele só fica deitado lá, afundando na lama. E, como diz, o cachorro volta ao vômito, a porca ao seu lodo. É assim que é voluntariamente pecar novamente depois que vemos a verdade. Então não somos a verdade, não queremos seguir os passos de Jesus. E alguém usa essa graça para sua própria destruição.

Então, agradeço e louvo a Deus por termos essa graça que somos salvos. Este presente que podemos sair das trevas completas, transgressões e pecados, e aprender a ser uma criança pequena em Jesus e aprender dia a dia a andar. E nossas pernas ficam mais e mais fortes, a fé entra em nosso coração. Ele respira vida em nós! Ele nos dá poder para vencer. E poder de viver Sua vida. Ele nos dá esta vida, que podemos seguir Seus passos. Aprendemos a andar e correr com ele. Que nos tornamos aptos a ser chamados Seus irmãos. Oh, pense em ter esse nome: “Este é meu irmão, esta é minha irmã, de quem não tenho vergonha. Porque o coração deles é puro. Eles querem ser como eu. Eles querem seguir os passos. Eu os entendo. Eu já passei por isso. ”

Que tremendo preço Ele pagou para assumir em Seu corpo essa carne e sangue como as crianças! Ele, que não conhecia pecado. Ele parecia na aparência de carne pecaminosa, para entender o que é ser tentado em todos os aspectos, como nós. Que sumo sacerdote misericordioso e maravilhoso nós temos. E lá Ele está lutando por nós naquele canto! Portanto, não precisamos ouvir o acusador. Não precisamos ouvir quem mente e engana. Temos este melhor advogado de todos os tempos lutando pela nossa causa! Ele está lutando e nos defendendo, e se Ele é por nós, quem pode ser contra nós? Se Ele está conosco, o que pode prejudicá-lo? Portanto, com ousadia, poderíamos estar cheios desse espírito de fé e aprender a seguir Seus passos, para que possamos cumprir estes versículos: “… e não pecar”. É possível para aqueles que querem isso com toda a vida. Esse é o objetivo dele! Por isso Ele veio à terra. Que Ele poderia ter muitos irmãos seguindo Seus passos.

Então, agradeço e louvo a Deus por termos esse chamado. E temos em nosso coração essa esperança de que somos vivificados dentre os mortos, de transgressões e pecados Nele que nos amou antes de amá-lo. Devolveremos o melhor que pudermos sendo fiéis em nossa vida diária. E isso lhe agrada. E não queremos agradá-lo? Não queremos, de forma alguma, deixá-lo triste ou arrependido, e entendemos que o pecado faz isso. Mas se pecamos, você tem um advogado junto ao pai. E eu precisava desse advogado. E estou tão feliz por ainda ter aquele advogado que está lutando por mim no canto. E ele está lutando por você. Então você e eu podemos seguir esse caminho que Jesus foi. E Ele não terá vergonha dos que têm isso em seus corações para serem como Ele. E eles estão tristes e precisam quando ficam aquém desse objetivo, é claro. Mas logo estaremos caminhando. E logo estaremos correndo com ele.

Que Deus abençoe cada um com poder. Que estas palavras de fé que ouvimos ardam em nosso coração, para que não vivamos mais nada! E aqueles cujos corações ardem por Ele, não serão envergonhados. Segure firme em sua fé! E você verá que essas palavras podem ser cumpridas. A exortação de João – ele viveu essa vida. E ele está nos exortando hoje, que também podemos viver esta vida. Louvado seja o nosso advogado e o primogênito de muitos irmãos. Louvado seja Ele, nosso Sumo Sacerdote que está conosco dia e noite, implorando por nós. Oh, somos as pessoas mais felizes e abençoadas! Que Deus abençoe cada um.