As oportunidades valiosas que a luz de Deus nos dá

Se amamos a luz, podemos nos tornar filhos da luz!

As oportunidades valiosas que a luz de Deus nos dá

Um rosto brilhante e aberto, um caminho honesto e reto e uma vida irrepreensível cheia de virtude: o caminho para isso foi revelado, mas está oculto para aqueles que estão perecendo.

Paulo se recomendou à consciência de todo homem como alguém que havia renunciado às coisas ocultas e não estava andando com astúcia nem falsificando a Palavra de Deus. (2 Coríntios 4: 2-3) No entanto, seu evangelho estava oculto.

O deus deste mundo cegou a mente dos incrédulos para que a cobiça, a vaidade, a cobiça pela honra, a embriaguez, a imoralidade, a inveja, o cuidado com as coisas temporais, etc., excluíssem a luz do evangelho. Todos esses pecados derivam do espírito humano, e se eles são capazes de obter poder, eles levam a pessoa para a mais profunda escuridão e condenação. Pessoas ímpias apresentam seus corpos como instrumentos do pecado até que a morte e a corrupção as destruam.

Por outro lado, nós que pela graça de Deus recebemos a luz do evangelho e do Espírito Santo, não devemos permitir que o pecado governe em nosso corpo mortal, para que obedeçamos suas concupiscências. No poder de Deus devemos manter nosso corpo em sujeição e vencê-lo.

Era impossível vencer as concupiscências na carne pela lei. Essa é a razão pela qual Deus teve que enviar Seu próprio Filho à semelhança da carne pecaminosa por causa do pecado; e Ele condenou o pecado na carne. Ao fazer isso, Ele abriu um novo e vivo caminho através do véu, isto é, Sua carne.

Quando a luz de Deus brilha

Anteriormente, a luz de Deus brilhava fora do corpo e julgava apenas atos pecaminosos, mas agora Sua luz entrou no corpo para julgar a própria raiz e fonte do pecado. Quando a luz de Deus entra no corpo, provoca julgamento, mas isso não deve ser confundido com condenação. Essa luz nos dá oportunidades constantes de contemplar nossa própria natureza corrompida e julgar a nós mesmos. É por isso que Pedro escreve no capítulo 4 de sua primeira carta que agora é a hora em que o julgamento começará na casa de Deus – conosco. Quanto maior a luz, maior o julgamento. Quando a luz de Deus entra no coração, julga os pensamentos e intenções secretas. Se concordarmos com esse julgamento, a luz que causou o julgamento torna-se nossa possessão pessoal e nossa vida.

Nós somos tentados deste modo para ver se realmente amamos a luz de Deus e a verdade. À medida que progressivamente reconhecemos a luz de Deus, perdemos nosso desejo de resistir a Deus. Nós vencemos as concupiscências em nossa carne, e o corpo do pecado é gradualmente destruído para dar lugar à natureza divina. Que caminho abençoado – cheio de sofrimentos, a cruz e o julgamento de acordo com a carne, mas cheios de deleite e alegria genuína de acordo com nosso ser interior, em comunhão com Deus e Seus filhos na luz!

Deus nos deu o Seu Espírito Santo e poder para que possamos usar esse Espírito como guia e fazer uso desse poder para vencer esses caminhos internos. Então, o julgamento de Deus pode trabalhar em nós para nos dar entendimento em áreas onde anteriormente estávamos em total escuridão. No caminho de seus julgamentos, esperamos por ele.

Filhos da luz!

Obviamente, quando a luz de Deus forçar a entrada na carne, haverá sofrimentos de acordo com a carne; mas este é exatamente o caminho a seguir: colocar a morte e destruir o corpo do pecado, a fonte de todo o pecado e do mal. Se suportarmos esses sofrimentos com Ele, seremos glorificados juntamente com Ele. Deste modo, a luz e a sabedoria tornar-se-ão nossa possessão pessoal e, através delas, nós, se perseverarmos, governaremos com Ele para sempre. Mesmo nesta vida nós iremos governar.

Se uma pessoa está disposta a permitir que a luz de Deus reine, então seu entendimento, que tem sido tão obscurecido, se tornará iluminado para que eles possam trabalhar juntos com Deus em sabedoria em sua santificação e na salvação de sua alma. Acredite na luz enquanto você tem a luz para que você possa se tornar filho da luz. Jesus disse isso e depois foi e escondeu-se deles. (João 12:36) Se crermos na luz quando ela brilha em nossos corações, embora exponha muitas coisas que devem ser julgadas em nós, nos tornaremos filhos da luz. Pense! Filhos da luz! Que filhos gloriosos! Contudo, se não crermos, Jesus rapidamente se esconderá de nós para que, mais uma vez, estejamos em trevas.

Raios de luz de Deus expulsarão minha escuridão, e o Espírito de Deus fará meu espírito humano vivo, porque está escrito que o último Adão se tornou um espírito vivificante. É assim que participamos da natureza divina: nossa natureza pecaminosa é destruída e uma nova vida se desenvolve.

ste artigo foi traduzido do norueguês e é uma versão ligeiramente abreviada de um artigo que foi publicado pela primeira vez com o título “Quando a luz brilha no corpo” no periódico Skjulte Skatter (Tesouros Escondidos) de BCC em novembro de 1912.
© Direitos autorais Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag

Você pode estar interessado em ler mais em nossa página de tópicos sobre desenvolvimento em nossa vida cristã, ou nesses artigos selecionados:

...

...

Baixar e-book grátis

Eu estou crucificado com Cristo

Este livreto é baseado nas palavras de Paulo em Gálatas 2:20: “Eu estou crucificado com Cristo; não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim …” Aqui Elias Aslaksen explica o que isto quer dizer e como os leitores podem ter o mesmo testemunho que Paulo em suas próprias vidas.