Ir para o conteúdo

O desenvolvimento de um discípulo – O caminho da cruz e a construção da igreja

Receber o perdão dos pecados nos permite ter um novo começo na vida. Agora, os discípulos estão preparados para começar no caminho que conduz à meta – ser como seu Mestre, Jesus Cristo .

Sabemos que é possível tornar-se como nosso Mestre, porque Ele tomou sobre Si a mesma carne e sangue que nós. (Hebreus 2:14) Ele é agora exaltado acima de todo nome, e está sentado à direita de Deus (Filipenses 2: 5-11; Hebreus 8: 1), mas como Ele foi como nós, podemos seguir a Ele e chegar onde Ele está hoje. Para alcançar esse objetivo, os discípulos recebem o Espírito Santo como um ajudante e um guia para toda a verdade. João 15:26, João 16:13)

O caminho da cruz

Durante os Seus dias na terra, Jesus aprendeu a obedecer à vontade de Deus em vez da Sua própria. (Hebreus 5: 8) Esta “vontade própria” (ou própria vida) é o pecado na carne que todos nós herdamos. Como homem, Jesus também herdou essa vontade própria, e foi tentado, mas Sua firme determinação desde o início foi: “Não se faça a minha vontade, mas a tua” (Lucas 22:42, Hebreus 4:15; Hebreus 10: 5-7) O Espírito de Deus apontou o pecado em Sua carne, e Jesus concordou com o julgamento. Desse modo, o pecado foi condenado na carne de Jesus, e Ele abriu um caminho que todos os Seus discípulos poderiam seguir, o qual podemos chamar de caminho de cruz. (Romanos 8: 3-4, Hebreus 5: 7-8, 1 Pedro 4: 1-2)

Jesus disse que um discípulo deve “tomar a sua cruz diariamente”. Lucas 9:23. Aqui Jesus não está se referindo à cruz do Calvário, mas à “cruz interior” que Ele mesmo usou todos os dias de Sua vida na Terra. Foi sobre esta cruz que todo pecado em Sua carne foi “crucificado” quando recebeu seu julgamento. Essa abnegação causou sofrimento em Sua carne, mas trouxe a morte ao pecado, de modo que a inclinação ao pecado nunca foi traduzida em pecado real em pensamento, palavra ou ação. Isso aconteceu diariamente, até que todo o pecado na carne de Jesus foi condenado, e Ele pode dizer: “Está consumado!” Quando Ele foi crucificado no Calvário. (João 19:30) Foi por isso que Ele exortou Seus discípulos a segui-Lo, tomando a sua cruz e odiando suas próprias vidas (ou vontade própria). (Lucas 14: 26-27) (Leia o tópico Essencial “Cristo manifestado na carne” para saber mais.)

O julgamento sobre o pecado, que foi executado em Cristo, pela fé, também será executado em Seus discípulos. O Espírito Santo, o Espírito da verdade, aponta o pecado na carne dos discípulos, e eles “recebem luz” sobre sua vida própria. Os discípulos de Jesus amam a verdade e concordam de bom grado com o julgamento. Em vez de retroceder, eles reconhecem e odeiam a sua própria vida! Eles tomam a sua cruz, negando a sua própria vontade, o pecado na sua carne. Isso traz sofrimentos, mas o Espírito dá força para resistir, e o resultado é a vitória sobre o pecado. (1 Pedro 4: 1-2) (Leia o tópico Essentials “A mensagem da cruz” para saber mais.)

Neste caminho da cruz, somos gradualmente moldados na imagem de Cristo. O resultado da batalha contra o pecado e o sofrimento na cruz é que a vida de Jesus, as virtudes – amor, bondade, mansidão, humildade, misericórdia, etc. –  crescem. (Gálatas 5: 22-23, 2 Pedro 1: 4) É exatamente isso que Paulo experimentou: “Sempre levando no corpo a morte do Senhor Jesus, para que a vida de Jesus também se manifeste em nosso corpo”. Coríntios 4:10.

Um colaborador de Cristo: Construindo Sua igreja

À medida que participamos mais da vida de Jesus, estabelecemos uma íntima comunhão com Ele. À medida que essa relação se aprofunda, Ele começa a compartilhar seus pensamentos, intenções e planos conosco. Começamos a compreender que este plano vai muito além de nossas vidas pessoais.

Jesus anseia apresentar “a si mesmo uma igreja gloriosa, sem mancha nem ruga, nem coisa semelhante, e sim que ela deve ser santa e sem mácula.” Efésios 5:27. O objetivo é formar um corpo que consiste em discípulos de Jesus, aqueles que o seguiram e vieram à vitória sobre o pecado. À medida que suas “próprias vidas” individuais foram trazidas à morte de Jesus na cruz, a vida de Cristo se manifesta em cada um deles, e eles crescem até Jesus como a cabeça, em perfeita unidade. (João 17: 20-23, 1 Coríntios 12: 12-14 e Efésios 4: 13-14) (Leia o tópico Essencial: “A igreja – o corpo de Cristo” para saber mais.)

Através de diferentes épocas e gerações, os discípulos participaram deste processo de construção da igreja, o corpo de Cristo, trabalhando incansavelmente por um amor fervoroso pelo Mestre. Agora, também recebemos graça para entrar neste trabalho. Ao orarmos pela igreja e pelo povo de Deus, entramos na batalha espiritual contra os poderes e principados, contra as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais, cujo único objetivo é destruir a obra de Deus. Juntamos-nos a Cristo contra Satanás e seu poder e métodos, que procura enganar o povo de Deus. Nesta batalha, os cooperadores de Cristo estão vestidos com toda a armadura de Deus. (Efésios 6: 10-18)

Os Discípulos também cooperam com seu Mestre de outras maneiras. Seguindo as inspirações do espírito, eles exortam e ensinam as pessoas com toda a sabedoria, para apresentarem todo homem perfeito em Cristo. (Colossenses 1:28) Eles prestam atenção à exortação de Jesus para alimentar Suas ovelhas. (João 21: 15-18) Um amor por Cristo e todos os povos os motiva, e eles se esquecem inteiramente enquanto se esforçam para cumprir o plano de salvação de Deus.

No meio de nossa obra para Deus e para o corpo de Cristo, a obra de purificação continua dentro de nós. Os discípulos que já dão frutos são “podados”, para que eles possam dar mais fruto. (João 15: 1-8) Quando os discípulos fizeram uma obra para Deus, eles se dedicam à oração e trazem essa obra à luz (João 3: 20-21). Lá, eles descobrem que, por causa do pecado na carne, alguns dos trabalhos ainda podem não ser totalmente aceitáveis aos olhos de Deus. Assim, eles julgam-se e purificam-se à luz. Isso aumenta sua compreensão e desenvolvimento espiritual.

O desenvolvimento dos discípulos continua até o fim de sua vida. Seu caminho é como o sol brilhante, que brilha cada vez mais intensamente até o dia perfeito. (Provérbios 4:18) Chegará o dia em que Jesus buscará todos aqueles que o seguiram fielmente e o serviram. Eles serão apresentados como uma igreja gloriosa, cada membro sendo sem mancha ou rugas. Cada discípulo se tornou como Seu Mestre, e cumpriu a obra que lhe foi dada para fazer. Ele ouvirá o Mestre dizer: “Bom trabalho, servo bom e fiel!” Mateus 25:23.

Através do caminho da cruz, os discípulos de Jesus morrem com Ele, e vivem com Ele. Agora eles serão exaltados juntamente com Ele. “Ao que vencer, conceder-me-ei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono“. Apocalipse 3:21.

“Amados, agora somos filhos de Deus; E ainda não foi revelado o que seremos, mas sabemos que quando Ele for revelado, seremos como Ele, porque o veremos como Ele é. 3 E todo aquele que nEle tem esta esperança se purifica, assim como Ele é puro .” 1 João 3: 2-3.

2

Que é um discípulo?

Milhões de pessoas adoram a Jesus como Senhor. Mas o que significa ser um discípulo?

Ler mais
3

Qual é o custo de se tornar um discípulo ?

Em várias ocasiões, Jesus exortou as pessoas a calcularem o custo antes de se comprometerem a segui-Lo – para se tornarem Seu discípulo .

Ler mais
6

Fazendo discípulos em toda a nação

Como podemos cumprir com uma das maiores tarefas que nos foram confiadas ?

Ler mais
Siga-nos