Este site usa cookies para reconhecer visitas repetidas e preferências, para fornecer recursos de mídia social e para analisar o tráfego. Ao clicar em “Aceito” ou ao usar nosso site, você concorda com o uso de cookies e com nossos Termos de Uso.
A noiva de Cristo

A noiva de Cristo

A noiva de Cristo é a glória culminante de sua obra e amor. Quem é ela?

5 minutos ·

O que poderia satisfazer o coração de Jesus?

Jesus não considerou a igualdade com Deus uma coisa a ser alcançada. Antes de vir ao nosso mundo, ele sempre se alegrou diante da face de Deus, e seu deleite era com os filhos dos homens. Havia, sem dúvida, miríades de anjos e beleza abundante e maravilha do outro lado da eternidade que nós aqui nem podemos imaginar; mas nada de tudo que pudesse satisfazer o coração de Jesus. Seu deleite estava nos filhos dos homens. (Filipenses 2: 5-7; Provérbios 8: 22-31.)

Quando Deus criou todas as coisas, ele disse que elas eram muito boas. Ele criou o primeiro homem, Adão, a quem colocou no Jardim do Éden para cuidar dele. Você poderia pensar que Adão teria ficado muito contente ali, mas não foi o caso. Deus entendeu isso melhor do que Adão. "E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele... Então, o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão... e tomou uma das suas costelas e... E da costela que o Senhor Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne." Gênesis 2:18-23.

Adão sentiu essa falta por muito tempo, e é por isso que ele gritou: "Isso agora é osso dos meus ossos", etc.

A amada e fiel noiva de Cristo

O segundo Adão, Jesus Cristo, sente exatamente o mesmo. Ele anseia por sua noiva, que foi comprada por um grande preço. Esta noiva será tirada do meio dos filhos dos homens. Para conquistá-la, ele abandonou sua glória celestial e desceu para onde morava sua amada noiva. Ele não apenas desceu aqui, mas teve que tomar sobre si a mesma carne e sangue que temos e se tornar como nós em todas as coisas. Isso foi para que ele pudesse passar pelo véu, que é a sua carne, e abrir o caminho no qual sua noiva andaria a fim de ir a ele do corruptível para o incorruptível e eterno. (Hebreus 2:14; Hebreus 10: 19-20.)

Cristo manifestou fidelidade quando andou na terra, e agora seu desejo é que sua noiva seja tão fiel nos dias de sua carne. É assim que nos tornamos uma só carne com Cristo. “Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.” Efésios 5:32. O homem deve abandonar seu pai e sua mãe e se unir a sua esposa, e os dois se tornarão uma só carne. A noiva não apenas recebe do Espírito de Cristo, mas permite que o Espírito a conduza para que ela apresente seu corpo a Deus como um sacrifício vivo que o agrada. Eles se tornam uma só carne. (Efésios 5: 30-32; Romanos 12: 1.)

Participantes da natureza divina

Nós nascemos do alto de uma semente incorruptível pela palavra de Deus que vive e permanece para sempre. (1 Pedro 1:23). Essa mesma palavra nos nutre e crescemos por ela. Começamos como uma criança e depois crescemos para ser uma noiva pura para Cristo. Esta noiva pura é para Cristo o que Eva foi para Adão. A diferença é que este é um relacionamento celestial, enquanto o de nossos primeiros pais era terreno.

Existem virgens sem número. (Cântico de Salomão 6: 8.) Isso significa que muitos não se tornaram maduros e, portanto, Cristo não é capaz de cortejá-los. A noiva de Cristo é uma mulher madura, cuja própria natureza expressa um amor divino. Ela está "doente de amor". “Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, porque desfaleço de amor.”, grita ela. Cântico de Salomão 2: 5.

A noiva não pensa em presentes ou iguarias ricas. Seus pensamentos e cuidado consigo mesma desapareceram. Ela só vê o noivo! “a vinha que me pertence não guardei. Dize-me, ó tu, a quem ama a minha alma: onde apascentas o teu rebanho, onde o recolhes pelo meio dia. ” Cântico de Salomão 1: 6-7. Ela não se confia a ninguém. Ela é uma fonte fechada, uma fonte selada. (Cântico de Salomão 4:12.) Ela prefere sofrer na carne do que revelar seus segredos a outra pessoa que não seja o noivo. Ela é o que é: a epítome do que um ser humano pode alcançar. Pela graça de Deus, ela participou da natureza divina. (2 Pedro 1: 4.)

Este artigo foi traduzido do norueguês e foi publicado pela primeira vez com o título "Bruden" ("A noiva") no periódico Tesouros Escondidos( Skjulte Skatter) em janeiro de 1912.

© Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag | ActiveChristianity

esta postagem está disponível em

Escritura retirada da New King James Version®, a menos que especificado de outra forma. Copyright © 1982 por Thomas Nelson. Usado com permissão. Todos os direitos reservados.